Fotojet (8)

Baixaria! Deputado parte para cima de colega em Comissão sobre medicamentos à base de Cannabis; assista

Vergonhoso! Na manhã desta terça-feira (18), durante uma comissão especial que analisa a autorização do cultivo da Cannabis para uso medicinal e científico no Brasil, o deputado bolsonarista Diego Garcia (Podemos-PR) partiu para cima do parlamentarista Paulo Teixeira (PT). A briga causou uma intensa e violenta confusão no plenário.

Tudo começou com uma discordância entre ambos em relação a um requerimento de Garcia para adiar a discussão. Teixeira, presidente da sessão, fez uma votação geral, indicando que quem concordasse com o pedido deveria se manifestar. No entanto, ninguém se pronunciou, e o político negou o requerimento.

Alguns deputados então pediram uma votação nominal, na qual cada congressista precisaria incluir seu voto no sistema da Casa. Neste momento, o bate boca entre deputados governistas e da oposição começou a ficar cada vez pior. “Vossa excelência falou votação nominal de ofício. No início vossa excelência falou votação nominal de ofício. E foi aprovado requerimento. Se não essa reunião não vai continuar”, ameaçou Garcia.

No meio da gritaria, Teixeira até tentou retomar a sessão. No entanto, foi surpreendido quando o político do Podemos se levantou, caminhou até ele, jogou um computador para o lado e empurrou o parlamentar. Não satisfeito, Garcia acusou Paulo de não cumprir com o combinado sobre a votação. Assista:

Continua depois da Publicidade

A ação gerou tumulto no plenário e diversos deputados se dirigiram aos dois, em uma tentativa de acabar com a briga. Na sequência, Teixeira afirmou que foi agredido com “um murro no peito”. “Esse deputado chegou aqui na frente e me deu um murro no peito. Me deu um tapa no meu peito. Eu vou pedir o filme. Eu vou pedir o filme. Você me empurrou. Não faça isso. Eu não dei direito a você”, disparou.

A confusão tomou grandes proporções na web e, em vista das críticas, Garcia utilizou as redes sociais para se defender. “Estão me acusando erroneamente de ter agredido o presidente da Comissão do PL 399, que quer liberar a maconha no Brasil. Não foi isso o que aconteceu e as imagens confirmam o que estou dizendo. Reagi ao atropelo do presidente ao acordo feito por ele mesmo com os deputados”, alegou.

Continua depois da Publicidade

Sessão discutia projeto que autoriza cultivo da Cannabis para fins medicinais

A comissão especial analisa o PL 399/15, proposta do deputado Luciano Ducci (PSB-PR), que discute a autorização do cultivo de Cannabis sativa para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais. Inicialmente, a discussão estava marcada para começar na última segunda-feira (17), entretanto, foi adiada devido a problemas técnicos.

A proposta de Ducci legaliza o cultivo da Cannabis, mas impõe certas restrições: o plantio poderá ser feito apenas por pessoas jurídicas, como empresas, associações de pacientes e organizações não governamentais. O projeto ainda proíbe a produção e a comercialização de produtos como cigarros, assim como chás medicinais ou outras mercadorias fabricadas a partir da Cannabis medicinal para pessoas físicas.