Desaparecidos Belford

Meninos de Belford Roxo: Polícia conclui que traficantes cometeram o assassinato e aponta motivação; saiba detalhes

O desaparecimento dos meninos Lucas Matheus, de 9 anos, Alexandre Silva, de 11, e Fernando Henrique, de 12, sumidos desde dezembro de 2020, ganhou um desfecho nesta quinta-feira (9). Segundo o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, o tráfico de drogas da favela Castelar, no Rio de Janeiro, foi responsável pelo assassinato das crianças.

Ele explicou que a polícia já tem os nomes dos autores, mas eles só serão revelados após a conclusão do inquérito. “Quem matou os meninos da Baixada foram os traficantes da favela Castelar. Desde o início, a gente tinha esse linha como mais forte, mas também a gente tinha outras linhas que, durante a investigação, foram sendo descartadas“, explicou ele ao RJ2, da TV Globo.

A motivação para o crime, segundo o secretário, teria sido o furto de passarinhos que pertenciam aos traficantes do local. Um dos bandidos teria pedido autorização a líderes da facção criminosa, que estavam presos, para punir os meninos. A punição foi autorizada, mas os chefes não sabiam que os ladrões se tratavam de crianças.

Criancas Desaparecidas4
Após 9 meses, a polícia conseguiu respostas sobre o desaparecimento dos garotos de Belford Roxo. (Fotos: Reprodução)

Os traficantes do Castelar mataram essas crianças autorizados pela cúpula da facção criminosa. O que a gente tem é que, quando foi pedido autorização pras chefias que estavam presas, do tráfico, pra punir aquelas crianças, não foi falado que eram crianças“, completou. Turnowski contou que Willer da Silva, o Estala, foi chamado até o Complexo da Penha após o crime, e foi executado como queima de arquivo por líderes do Comando Vermelho. A grande repercussão do crime na mídia teria desagradado outros integrantes do grupo.

O encerramento do caso foi apoiado por depoimentos importantes de testemunhas, que conseguiram dar detalhes sobre o dia do crime. A polícia concluiu que os corpos dos três garotos foram jogados em um rio. “Temos esperança de encontrar, mas não é tarefa fácil“, disse Allan.

Criancas Desaparecidas3
Lucas Matheus, Alexandre e Fernando Henrique foram vistos pela última vez em dezembro de 2020. (Foto: Reprodução)