Após abstenção e declaração polêmica, Seu Jorge faz vídeo para negar apoio a Jair Bolsonaro: ‘Não tem a menor condição’; José de Abreu resgata entrevista de músico e o critica

Nesta semana, pelas redes sociais, muitos afirmaram que Seu Jorge seria a favor do presidente Jair Bolsonaro. Durante uma live, o artista negou os boatos e explicou uma declaração controversa, que havia feito nos primeiros sete meses do governo Bolsonaro.

“Tem um povo aí dizendo que eu sou ‘bolsominion’. Eu não sou gente, não tem menor condição. Só pra esclarecer mesmo, pra vocês não ficarem brigando entre vocês. Para os robôs não ficarem colocando pilha em vocês, e vocês ficarem brigando. Eu não tenho a menor condição de apoiar esse senhor”, contestou Seu Jorge, sobre o suposto apoio ao presidente.

No seu desabafo, o dono do hit “Amiga da Minha Mulher” revelou que, durante as eleições de 2018, seu voto era do candidato Ciro Gomes. “Fiz campanha contra [Bolsonaro], lutei buscando voto. Não briguem entre vocês não porque eu estou contra, eu sou contra esse homem. Eu sou Ciro, gente, sou outra cabeça. Eu sou left (esquerda), afirmou.

Continua depois da Publicidade

O músico também fez menção a uma entrevista que concedeu à Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, na qual deu “um voto de confiança” ao presidente. “Eu não ia criticar uma coisa que não dava para fazer crítica, falei que era cedo para dizer, eu não tinha nada para dizer. Eu tinha acabado de chegar no país também, não acompanhei o processo, acompanhei de longe, eu estava mixando um disco nos Estados Unidos durante toda a eleição, foi uma tristeza”, alegou. Assista:

Continua depois da Publicidade

Em julho de 2019, com sete meses de Bolsonaro no poder, Seu Jorge havia dito que seria muito cedo para avaliar todas as suas ações no governo. “São sete meses. É necessário ver o que será implementado e o que será conservado das conquistas que nós tivemos ao longo da história”, disse na época.

As falas de Seu Jorge repercutiram muito nas redes sociais. Nesta quarta (13), o ator José de Abreu, que frequentemente se manifesta contra o governo, criticou as diferenças nos posicionamentos do cantor. “Esse Seu Jorge foi meu amigo: não vale a m*rda (importada) que come”, disparou o Nilo de “Avenida Brasil”. No entanto, o próprio ator afirmou que Jorge jamais seria pró-Bolsonaro. Confira:

Continua depois da Publicidade

Por outro lado, muitos seguidores e fãs de Seu Jorge o apoiaram, felizes com sua posição contrária a Bolsonaro. “Mas eu NUNCA duvidei. Um homem que tem um Instagram dedicado somente aos seus trabalhos artesanais com tricô chamando NOVELO DE ANJO BY SEU JORGE jamais votaria 17”, escreveu uma internauta. “Me perdoe por duvidar do senhor Seu Jorge!!! Caí nessa fake news”, afirmou outro perfil, enquanto um terceiro disse: “Posso dormir em paz”. Veja as reações:

Continua depois da Publicidade