Baixista do Maroon 5, Mickey Madden, é preso em Los Angeles; Banda se manifesta: “Profundamente devastados” – saiba detalhes!

No último sábado (27), Mickey Madden, o baixista da banda Maroon 5, foi preso em Los Angeles por violência doméstica. Depois que a notícia veio à tona nesta segunda-feira (30), um representante da banda liderada por Adam Levine manifestou que os artistas estavam “devastados” com o caso.

De acordo com o Page Six, o departamento de polícia de Los Angeles confirmou que o músico infringiu o artigo 273.5(a) do código penal local, imputado a cidadãos que causem “uma lesão traumática em algum cônjuge ou alguém com quem divide a residência”. No entanto, o site pontuou que Madden não é casado e a ainda não se sabe a identidade de sua vítima, que não foi revelada.

Mickey Madden integra o Maroon 5 desde o início da banda. Em 2016, o baixista também foi preso por posse de cocaína. (Foto: Getty)

Na mesma tarde em que foi preso, o baixista foi liberado após pagar uma fiança de US$ 50 mil (cerca de R$ 273 mil). Segundo o Daily Mirror, Madden deve se apresentar na Corte em 29 de setembro. Caso seja considerado culpado no caso, ele poderá encarar uma pena de até seis anos de prisão.

Após a ocorrência, um porta-voz do Maroon 5 lamentou a situação. “Estamos profundamente devastados com essas notícias decepcionantes. Ao passo que nos informamos mais sobre isso, estamos observando o caso com muita seriedade. Por enquanto, estamos permitindo que todos os indivíduos envolvidos tenham espaço para esclarecer essas coisas”, disse a banda nota ao Page Six.

O Maroon 5 se manifestou após o ocorrido com Mickey, dizendo que darão tempo para que as coisas sejam resolvidas (Foto: Getty)

Mickey Madden é amigo de Adam Levine desde o ensino médio, quando formaram a banda Kara’s Flowers, antes de mudarem o nome do grupo para Maroon 5. Desde 1994, o artista sempre integrou a banda, e acompanhou seus colegas ao longo de toda a carreira, emplacando hits como “She Will Be Loved”, “Moves Like Jagger”, “Sugar” e “Girls Like You”. No ano passado, o músico também se apresentou no “Halftime Show” do “Super Bowl LIII”.

Em 2016, Mickey já havia sido preso por posse de cocaína, mas aceitou um acordo de uma condicional, tendo apenas que fazer serviço comunitário por um dia.