OMG! Em novo surto no Twitter, Kanye West diz que tenta se divorciar de Kim Kardashian desde 2018, cita episódio ‘detonador’ da crise, e chama Kris Jenner de “supremacista branca”: “Quer conversar ou ir pra guerra?”

Após acusar Kim Kardashian e Kris Jenner de tentarem trancafiá-lo, Kanye West fez uma nova série de tuítes cheios de acusações e revelações na madrugada desta quarta-feira (22). Nos comentários já deletados, o rapper de 43 anos disse que tenta se divorciar da esposa desde 2018 e chamou a sogra de “supremacista branca”. Ele ainda sugeriu que Michael Jackson teria sido assassinado e ponderou sobre adiar sua candidatura à presidência dos Estados Unidos para 2024.

Na segunda-feira (20), o artista já havia publicado um print de uma conversa em que era ignorado por Kris e, agora, decidiu postar a continuação em que ameaçava a momager da família após continuar sem resposta. “Aqui é o Ye. Você quer conversar ou ir pra guerra?”, escreveu ele na mensagem.

Ao fazer o tuíte, Kanye legendou a conversa como “Supremacia branca em seu ápice”. Na sequência, ele usou novamente o termo ao tentar defender os filhos: North, de 7 anos, Saint, de 4 anos, Chicago, de 2, e Psalm, de 1.

Conversa entre Kanye e Kris Jenner (Foto: Reprodução/Twitter)

“Toda a positividade quando o diabo atacar… mesmo que eu nunca mais veja meus filhos até eles terem 18 anos porque vocês acreditam em pessoas brancas”, declarou. “Por Deus, North nunca será explorada pelo sistema da supremacia branca”, prometeu sobre a primogênita que quase teria sido abortada de acordo com um desabafo do próprio rapper no fim de semana.

Kanye também falou sobre os filhos no desabafo online (Foto: Reprodução/Twitter)

West, então, sugeriu que Michael Jackson teria sido assassinado. “MJ falou para você sobre o Tommy antes de matarem ele”, escreveu, referindo-se ao antigo CEO da Sony Music, Tommy Mottola, a quem Jackson chamou de “racista” e “diabólico” por não ajudar a promover seu álbum de 2001 “Invincible”.

O astro faleceu no dia 25 de junho de 2009, após parada cardíaca causada por uma combinação fatal de drogas dadas a ele por seu médico pessoal. Conrad Murray foi condenado por assassinato involuntário em 2011 e passou dois anos na prisão.

No mesmo tuíte, Kanye ainda mencionou o possível aborto de North novamente e mandou outro recado para Kris. “Kim salvou a vida da minha filha em nome de Jesus. É a escolha de Deus apenas. Eu vou viver pelos meus filhos. Kris, eu estou em Cody, se você não estiver planejando o ensaio fotográfico de uma de suas filhas para a Playboy”, disparou.

O rapper falou sobre Michael, Kim e Kris no mesmo tuíte (Foto: Reprodução/Twitter)

Em seguida, o músico acusou novamente a esposa e a sogra de tentarem interná-lo à força e ainda afirmou que tenta se separar de Kim há dois anos, devido a um encontro dela com o rapper Meek Mill em novembro de 2018 para discutir reforma carcerária. No entanto, Kanye escreveu o tema da reunião entre aspas, como se estivesse sugerindo que a intenção dos dois era outra.

“Elas tentaram voar com dois médicos para me internar. Eu estou tentando me divorciar desde que a Kim se encontrou com Meek no [hotel] Waldolf para ‘reforma carcerária'”, disparou. No próximo tuíte, ele acrescentou: “Meek é meu cara e foi respeitoso. Esse é meu cachorro. Kim estava fora de controle”.

Kanye ainda tuitou uma série de frases desconexas como “Lil baby é meu rapper favorito, mas não quer fazer uma música comigo” e “Eu valho 5 bilhões de dólares e mais do que isso através de Cristo. Mas vocês não ouviram Michael Jackson e agora acreditam neles?”.

Então, ele chamou a sogra novamente de supremacista branca. “Esse é meu tuíte da noite… Kris Jong-Un”, escreveu em referência ao atual ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un. “Kris e Kim publicaram um comunicado sem minha aprovação… isso não é o que uma esposa deveria fazer. Supremacia branca”, acrescentou.

Por fim, ele fechou o desabafo com os dizeres: “Disse o futuro presidente”.

“Disse o futuro presidente” foi um dos únicos tuítes que o rapper não deletou (Foto: Reprodução/Twitter)

No entanto, em um dos tuítes, o músico sugeriu que o futuro presidente ainda pode ter que esperar uns anos. “Visão 2020 ou talvez ’24”, declarou, mencionando as próximas eleições, daqui a quatro anos. “Eu acho que todas as pessoas negras devem votar no Biden? Vocês querem que eu me candidate ou não?”, questionou.

Kanye 2020 ou 2024? (Foto: Reprodução/Twitter)

De acordo com o “The Sun”, Kanye atualmente estaria escondido em um ‘bunker’ no seu rancho em Cody, Wyoming, cercado de um grupo de pessoas em quem confia. Enquanto isso, segundo o “ET Online”, Kim Kardashian estaria “completamente arrasada” com a situação.