Famosos

Depois de Lady Gaga, Celine Dion também retira música com R. Kelly de seu catálogo, diz TMZ

Jonas Lirio - Publicado em 14/01/2019 às 22:33
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Seguindo Lady Gaga, mais artistas começam a apagar das redes suas colaborações com o cantor R. Kelly, cujas várias acusações de abuso sexual foram expostas em um polêmico documentário. Segundo o TMZ, a diva Celine Dion e Chance the Rapper também retiraram as músicas em que o cantor aparecia de seus catálogos online.

De acordo com o site, “I’m Your Angel”, colaboração de Celine e R. Kelly lançada em 1998 e que alcançou o primeiro lugar no Hot 100 da Billboard, está no processo de ser removida das plataformas de streaming e lojas de música virtual. A canção, que foi indicada ao Grammy, vendeu mais de 1,5 milhões de cópias na época. O clipe também já foi apagado do Youtube.

Print de “I’m Your Angel’, música de Celine Dion que contava com a participação de R. Kelly. (Foto: Reprodução/Youtube)

Desde o início de janeiro, R. Kelly está no centro das atenções após a série documental “Surviving R. Kelly”, exibida nos Estados Unidos, ter explorado as décadas de abusos sexuais supostamente cometidos pelo cantor, até então um nome muito respeitado por artistas e pela indústria. Lady Gaga, que já trabalhou com ele no passado, foi a primeira a retirar a música que fizeram juntos de seu catálogo online.

Quem também já apagou a colaboração feita com R. Kelly foi Chance the Rapper. Ele, que chegou a dar seu depoimento para a série documental, também se expressou pelo Twitter. “A verdade é que qualquer um de nós que já ignorou as histórias sobre o R. Kelly ou já acreditou que o sistema estava atacando/armando contra ele (como frequentemente acontece com negros) faziam isso em detrimento de mulheres e meninas negras”, escreveu. “Peço desculpa a todas as vítimas dele por trabalhar com ele e por demorar tanto para falar sobre isso”.

Na última quinta-feira (10), pelas redes sociais, Lady Gaga disse estar ao lado de todas as vítimas e se desculpou por sua canção com R. Kelly, “Do What You Want”, lançada em 2013. “Não posso voltar atrás, mas posso ir adiante e apoiar mulheres, homens e pessoas de todas as identidades sexuais e de todas as raças, que são vítimas de abuso sexual. Demonstrei minha posição sobre esta questão em muitos momentos ao longo da minha carreira. Compartilho isso não para dar desculpas a mim mesma, mas para explicar. Até que aconteça contigo, você não sabe como se sente. Mas sei como me sinto agora”, escreveu.

Outros artistas que também já se posicionaram contra R. Kelly foram John Legend, a banda Phoenix (que diz se arrepender de já ter colaborado com o cantor) e o rapper Common. Segundo a produtora de Surviving R. Kelly, alguns artistas se recusaram a participar do documentário, entre eles Jay-Z, Mary J. Blige e Lil’ Kim.

*Leia também:

– Kanye West é acusado de comparar caso de R. Kelly com Michael Jackson; Kim Kardashian sai em defesa do marido

– Filha de R. Kelly, Buku Abi se pronuncia sobre acusações de abuso sexual contra o pai: ‘Tenho consciência de quem ele é’

– Pai de Beyoncé, Mathew Knowles revela como ele e Tina protegeram filha das mãos de R. Kelly: ‘Tínhamos começado a ouvir essas coisas’