Famosos

Kanye West é acusado de comparar caso de R. Kelly com Michael Jackson; Kim Kardashian sai em defesa do marido

Jonas Lirio - Publicado em 14/01/2019 às 20:00
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Viiish! As acusações de abuso sexual contra R. Kelly movimentaram a indústria da música nos últimos dias e, pelo jeito, vão dar o que falar por mais algum tempo. No último domingo (13), foi a vez de Kanye West se pronunciar sobre o caso — ou quase isso. Com o rapper acusado de defender o cantor durante um discurso e comparar o caso com o de Michael Jackson, nesta segunda (14), Kim Kardashian saiu em defesa do marido, buscando evitar um bafafá ainda maior.

Assim como R. Kelly, Michael Jackson também tem um documentário (prestes a estrear) que trata das supostas acusações de abuso sexual cometidas pelo Rei do Pop, falecido em 2009. “Todo mundo quer a arte do artista. Mas, toda vez que ele faz alguma coisa errática, simplesmente fazem documentários inteiros sobre eles”, disse Kanye ontem, no que pareceu uma referência às produções, enquanto falava no “Sunday Service”, série de shows intimistas que estreou ontem com novas versões de seus hits. O discurso foi transmitido ao vivo pela sogra, Kris Jenner, no Instagram. Veja aqui.

Mais um bapho envolvendo Kanye West em que Kim tem de se explicar pelo marido… (Foto: Getty)

Desde o início de janeiro, R. Kelly está no centro das atenções após a série documental “Surviving R. Kelly”, exibida nos Estados Unidos, ter explorado as décadas de abusos sexuais supostamente cometidos pelo cantor, até então um nome muito respeitado por artistas e pela indústria. Lady Gaga, que já trabalhou com ele no passado, chegou a retirar a música que fizeram juntos de seu catálogo online.

“E aí, eles vêm com esse documentário sobre o Michael. Nós podemos curtir a música deles o tanto que quisermos”, continuou Kanye, fazendo referência a “Leaving Neverland”, produção que vai estrear no Festival de Cinema de Sundance e acusa Michael Jackson de ter abusado de dois meninos. “Vamos em frente e tirar da Vinci do Louvre. Retirar toda a arte”, ainda disse o rapper. Tenso, né?

As declarações, claro, chamaram a atenção online. Hoje, no entanto, Kim Kardashian tentou explicar o que foi que o marido quis dizer. “Vou cortar isso agora mesmo. Kanye estava falando sobre sua própria experiência com todo mundo dizendo que vai cancelá-lo por opiniões diferentes e por não ser perfeito”, twittou a beldade. “As analogias estavam no contexto das próprias experiências dele, não defendendo qualquer outra pessoa”.

“Quero deixar bem claro de que ele não está perdoando as ações ou o comportamento nojento e inaceitável de ninguém. As palavras do meu marido estão sendo tiradas do contexto devido ao timing”, continuou Kim. Hmmm… será? Segundo o TMZ, R. Kelly não assistiu à série documental sobre si mesmo mas disse estar “enojado” e que os produtores têm uma “vingança” contra ele.

*Leia também:

– Filha de R. Kelly, Buku Abi se pronuncia sobre acusações de abuso sexual contra o pai: ‘Tenho consciência de quem ele é’

– Pai de Beyoncé, Mathew Knowles revela como ele e Tina protegeram filha das mãos de R. Kelly: ‘Tínhamos começado a ouvir essas coisas’

– Lady Gaga e Jay-Z se recusam a aparecer em documentário bombástico de R. Kelly e John Legend se pronuncia: “Não vou proteger um estuprador de crianças”