Fabiana Karla critica vídeo do “Porta dos Fundos” com piadas gordofóbicas: “São as mesmas pessoas que falam em empatia na internet”; Caso repercute na web — confira!

Pegou mal! Na última semana, o canal do YouTube “Porta dos Fundos” causou revolta em muitas pessoas por conta das “piadas” gordofóbicas incluídas no vídeo “Teste de Covid”. A gravação chegou ao conhecimento da atriz Fabiana Karla, que se posicionou publicamente, repudiando a produção e a definindo como um “desserviço artístico”.

No post compartilhado em seu Instagram no domingo (7), a artista fala sobre como é errado fazer “humor” com pessoas acima do peso, seja qual for a circunstância. “Eu ainda fico perplexa com a ignorância de ainda associarem um corpo gordo à doença e desleixo. Aí você me fala: ‘Obesidade é doença!’ E eu te digo que é. Mas que tipo de pessoa então ri de doente?! Com problemas cardíacos ou câncer? É isso que chamam de arte?!”, começou.

“Eu nunca fiz apologia à gordura e nunca farei. Eu sou adepta do movimento corpo livre, bodypositive, do bem-estar e da saúde! Eu não acredito que esse tipo de coisa seja ‘arte’, acrescente na vida das pessoas, principalmente em um momento tão delicado como esse, numa pandemia, onde as pessoas estão tentando só sobreviver”, analisou.

Fabiana Karla falou sobre a gordofobia presente no último vídeo divulgado pelo “Porta dos Fundos”. Foto: Reprodução/Instagram

A apresentadora do “Se Joga” ainda provocou o canal humorístico, já que eles levantam bandeiras sobre diversas causas sociais e em prol de minorias. “Chega a ser irresponsável. Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia na internet, sobem hashtags de movimentos sociais, mas escorregam em algo que pode afetar seriamente o psicológico de muita gente”, apontou.

Fabiana chegou a lembrar que é amiga de alguns atores que fazem parte do “Porta dos Fundos”, e lamentou que nenhum deles tenham levado isso em consideração. “Olha, eu fico triste, mas me desculpem colegas, eu não posso me calar. Vocês não pensaram em mim, a gorda aqui, quando escreveram a ‘zoação maneira genial’ gordofóbica que iria garantir vários ‘likes’ pra vocês. Alguns de vocês, inclusive, têm proximidade comigo a ponto de ter meu telefone e poderiam me ligar pra perguntar se eu achava ofensivo”, observou.

Apesar de não mencionar diretamente o nome do vídeo ou da produtora, Fabiana Karla cita a expressão “corpo podre” usada na esquete. “Eu espero que um dia a criminalização da gordofobia, que traz uma grande camada de machismo estrutural junto, seja uma realidade. Quem sabe a coisa mude, né?! Mas por enquanto, eu vou falar pra você gorda e gordo que não tem o mesmo privilégio que eu. Que não são chamados pra programas de TV, seja apresentando ou contando histórias divertidas, e ter a oportunidade de mostrar que não são apenas gordos com ‘corpo podre’, eu sinto muito!”, falou.

No vídeo “Teste de Covid”, a personagem da atriz Thati Lopes diz que o coronavírus não sobreviveu ao “corpo podre” de um homem gordo. Foto: Reprodução/YouTube

“Eu lamento muito que alguns colegas promovam esse desserviço artístico em tempos tão delicados, por que estão com dificuldades, ou sei lá, de serem mais criativos. Vai ver que é psicológico por conta da pandemia, né?! Foi mais fácil escrever uma cena de sacanear gordo pra gurizada viralizar. É uma forma muito bacana de influenciar as próximas gerações, né?!”, ironizou.

Fabiana ainda fez uma sugestão para o “Porta dos Fundos”. “Pior ainda é lembrar que muitas vezes que esses conteúdos são patrocinados. Eu acredito sempre no amor como ferramenta, sabe?! Uma sugestão da gorda aqui se ainda resta um pouquinho de empatia: retirem o vídeo, já causaram dor através de milhares de compartilhamentos. Mas ainda dá tempo de exercitar a empatia que vocês tanto pregam na internet”, disse.

Por fim, ela mandou um recado para as pessoas que se sentiram ofendidas com a produção. “Aos atingidos pelo vídeo, não se esqueçam, vocês são maravilhosos. Esqueçam! Esqueçam isso e entrem todos pela porta da frente porque vocês não são piada! Vocês são protagonistas!”, incentivou. Assista ao vídeo:

View this post on Instagram

Esse post é um desabafo! É muito difícil se posicionar e eu sempre acreditei que o bullying nunca me atingiu, mas com o passar do tempo, eu fui entender que isso não significa que ele não existiu por perto….E agora ele se apresenta pra mim disfarçado de ARTE. Eu defendo tantas causas, sou parceira de tanta gente, então nessa hora, no meu lugar de fala, eu não posso calar. Chega de empatia seletiva. Todos somos pessoas e merecemos RESPEITO.Desta vez não dá pra só SER, precisei falar, agir, desabafar, mas não é um ataque, é realmente um desabafo. Estou à disposição pra aprendermos juntos, mas preciso estar a serviço e como esse é meu lugar de fala, aqui estou eu. #naoagordofobia

A post shared by Fabiana Karla ✨ (@fabianakarlareal) on

No vídeo protagonizado por Fabio de Luca e Thati Lopes, o ator recebe uma ligação com os resultados de um teste para a covid-19. A atendente revela que o teste deu negativo porque o vírus não resistiu ao “corpo podre” do paciente. No final, o personagem de Fabio ainda aparece cercado por comidas que não são saudáveis à saúde. Até o fechamento deste post, a produção seguia publicada no canal.

Repercussão

No Instagram, Fabiana Karla recebeu o apoio de algumas celebridades, como a apresentadora Xuxa Meneghel. “Que lindo o que você falou. Não vi o vídeo e nem quero ver, quero ver você falando mais e mais”, escreveu. Preta Gil e Samantha Schmuntz declararam seu amor pela amiga. O ator Nelson Freitas publicou: “Falou e disse”.

Foto: Reprodução/Instagram

O ator Leandro Hassum, que perdeu 62kg após se submeter a uma cirurgia bariátrica, falou sobre o seu passado e como as brincadeiras de mau gosto o afetaram. “Esse corpo da esquerda nunca foi podre. Nem o outro. Possuo, assim como muitos brasileiros, uma doença crônica chamada obesidade e me trato. Não é fácil. Você que também sofre dessa doença merece respeito”, afirmou.

“Estou sempre do lado da boa piada, até piada de gordo. Fiz muitas e ainda faço. Porém chamar um gordo de ‘corpo podre’ nesse momento, que se fala em igualdade e espalhar o bem, é um desserviço. Só gostaria de dizer que uma piada não pode ficar acima de um balde de lágrimas. Só se forem lágrimas de alegria”, completou.

View this post on Instagram

Esse corpo da esquerda nunca foi podre. Nem o outro. Possuo ,assim como muitos Brasileiros uma doença crônica chamada Obesidade e me trato. Não é fácil. Vc que tb sofre dessa doença merece respeito. Estou sempre do lado da boa piada, até piada de gordo. Fiz muitas e ainda faço. Porém chamar um gordo de “corpo podre” nesse momento ,que se fala em igualdade e espalhar o bem é um desserviço.Poderia colocar aqui vários ##### mas não farei. Só gostaria de dizer que uma piada não pode ficar acima de um balde de lágrimas. Só se forem lágrimas de alegria. Um abraço respeitoso e carinhoso para meus colegas que reconheço o talento e qualidade mas…erraram na mão. De coração amo vcs mesmo… morro de rir. Vocês merecem todo sucesso que tem. São batalhadores ,inteligentes e atuais. Por isso me espantou um piada tão velha. ❤️❤️❤️

A post shared by Leandro Hassum (@leandrohassum) on

Na seção de comentários do vídeo “Teste de Covid”, os internautas questionaram o “humor” proposto pelo canal. “Esse vídeo é péssimo, absurdo. “Corpo podre” – Como vocês podem? Extremamente gordofóbico… Horrível!!!”, reclamou uma jovem. “A proposta do texto é engraçada, mas reforçar essa associação da pessoa gorda à falta de saúde é tão ruim, não precisava, já que existe toda uma luta pra desassociar essa imagem. Atores gordos aparecem em poucos vídeos aqui e é triste ver que no que aparece é pra carregar em si essa imagem”, argumentou outro.

Foto: Reprodução/YouTube
Foto: Reprodução/YouTube
Foto: Reprodução/YouTube

Ativista do movimento “corpo livre”, a influenciadora Bianca Barroca gravou um vídeo relatando como esse tipo de “piada” reforça o preconceito contra o corpo gordo. “Por que em 2020 vocês ainda acham engraçado fazer piada com gordo relacionando ele a desleixo, relacionando ele a sujeira e a doença?”, indagou. A gravação ainda reúne histórias de pessoas que foram afetadas diretamente pela gordofobia na sociedade, inclusive quem teve acesso à saúde negado por ser gordo.

Posicionamento do “Porta dos Fundos”

Em resposta a repercussão, o apresentador Fábio Porchat, que faz parte do “Porta dos Fundos”, convidou Bianca Barroca para uma live em seu Instagram nesta segunda (8), com o intuito de entender e aprender sobre a gordofobia e discutirem o que aconteceu.

A atriz Thati Lopes publicou o convite da transmissão online em seu Instagram e admitiu que não tinha dimensão da causa. “Vamos aprender juntos! O assunto é GORDOFOBIA. Eu não fazia ideia da importância dessa causa. Sigo ouvindo! Obrigada a todos que generosamente me contaram suas experiências. Sigo atenta!”, compartilhou. A página oficial do “Porta dos Fundos” também falou da live. “O papo é bem importante, vem com a gente”, convidou.

O ator Fabio de Luca também falou sobre o ocorrido em seu perfil. “Eu tô muito orgulhoso, @portadosfundos. Vamos aprender juntos! Vamos melhorar! Muito obrigado a todos que nos alertaram sobre os vídeos, a todos que com muita generosidade se propuseram a um diálogo construtivo, mesmo depois de se sentirem ofendidos”, falou.