Jada Pinkett Smith confessa que se preocupava com o “uso excessivo” de maconha da filha Willow: “Conseguia ver os efeitos”

Sem tabus na família Smith! Nesta quarta-feira (8), Jada Pinkett Smith, Willow Smith e Adrienne Banfield-Jones participaram de mais um episódio do programa “Red Table Talk”, e falaram abertamente sobre as preocupações da atriz com a filha e seu uso excessivo de maconha.

No episódio, o trio discutiu os impactos da quarentena para pessoas que tem algum tipo de vício. Jada elogiou a decisão da herdeira em reduzir drasticamente o uso da droga. “Também tenho muito orgulho de você, porque decidiu restringir o fumo excessivo de maconha”, contou. “Você sempre estava me dizendo sobre isso, era como ‘pare de fumar'”, brincou a cantora.

“Apenas porque eu, como sua mãe, conseguia ver os efeitos que tinha e você não conseguia”, alertou Jada. “E para mim, foi tipo, com o histórico que temos em nossa família, [o uso de maconha de Willow] estava me deixando louca”, comentou Adrienne, que é vó da jovem e mãe de Jada. A estrela do filme “Viagem das Garotas” disse que seu maior medo era que a maconha virasse uma ‘porta de entrada’ para outras drogas mais pesadas.

O “Red Table Talk” é apresentado pelo trio e geralmente recebe um convidado especial para um bate-papo sobre diversos assuntos. Foto: Reprodução/Facebook

Se depender de Willow Smith, a mamãe pode ficar bem tranquila — a voz de “Whip My Hair” revelou que já está há três meses sem fumar. Ela ainda contou como isso impactou em sua vida social:  “Quando eu parei de fumar, foi algo que me abriu os olhos, porque eu fiquei tipo, há tantas pessoas que eu chamei de amigos na minha vida, que tipo…”. A avó Adrienne completou o raciocínio da neta dizendo que todos se afastaram.

A jovem de 19 anos concluiu que sua motivação para usar a droga era para socializar, mas que “não pensava em nada disso” quando estava com os amigos. “Eu sei que parece tão brega, mas quando parei de fumar, comecei a fazer muita ioga. E eu apenas fui excelente. Porque eu estava colocando toda a minha energia nisso. Tipo, eu não estava fazendo mais nada e fiquei: uau, e se eu estivesse fazendo isso com tudo?”, refletiu. Assista:

Coping With Addiction During Coronavirus

For millions of Americans struggling with addiction, the Coronavirus presents new challenges. Gammy shares her own battles, and the family welcomes specialist Dr. Mike Dow to help answer your addiction questions.

Publicado por Red Table Talk em Terça-feira, 7 de abril de 2020