Header (10)

Machine Gun Kelly relata que quase se suicidou durante telefonema com Megan Fox: ‘Estava em um lugar muito sombrio’

O cantor relembrou o momento em que quase tirou a própria vida, e explicou como a noiva o fez mudar de ideia

Machine Gun Kelly se abriu sobre os problemas que enfrenta com a sua saúde mental. Em seu novo documentário, chamado “Life in Pink”, do Hulu, que estreou na segunda-feira (27), o cantor falou sobre a “escuridão” que viveu após a morte do seu pai e relembrou o dia em que quase tirou a própria vida.

“Eu voei para o apartamento do meu pai para limpar tudo. Tive uma interação muito estranha com um vizinho que me disse todas essas coisas que eu não queria ouvir”, disse MGK sobre os momentos após a morte do pai, que faleceu no aniversário de um ano do lançamento do álbum “Hotel Diablo” do cantor, em julho de 2020.

“Isso me f*deu ainda mais porque eu não conseguia colocar um ponto final no assunto. Eu não saía do meu quarto e comecei a ficar muito, muito, muito sombrio”, declarou ele. O rapaz de 30 anos desabafou sobre sua quase tentativa de suicídio neste período.

“Megan (Fox) foi para a Bulgária para gravar um filme e comecei a ter essa paranóia muito intensa. Eu ficava cada vez mais paranóico de que alguém viria e me mataria. Eu sempre dormia com uma espingarda ao lado da minha cama”, iniciou o relato. Megan Fox e Machine Gun Kelly começaram a se relacionar em 2020 e ficaram noivos em janeiro de 2022.

“Liguei para Megan e falei: ‘Você não está aqui para me apoiar'”, acrescentou. “Eu estava no meu quarto e enlouquecendo com ela. Cara, eu coloquei a espingarda na minha boca e estava gritando no telefone, com o cano na minha boca. Eu engatilhei a espingarda e o projétil ficou preso. Megan ficou em um silêncio mortal”, descreveu ele.

"machine Gun Kelly's Life In Pink" New York Premiere
Machine Gun Kelly e Megan Fox estão noivos desde janeiro. (Foto: Getty)

Este momento foi um divisor de águas para o músico. A estrela disse que após o episódio percebeu que havia algo de errado em como ele estava se sentindo. Machine ainda contou que foi graças à sua noiva e à filha dele, Casie, de 12 anos, que ele tomou a decisão de largar as drogas.

“Elas vieram simultaneamente para mim e falaram, ‘eu quero conseguir ver você em seus olhos. Eu quero ver você como meu pai e eu quero ver você como meu futuro marido'”, descreveu. O cantor disse que já está fazendo terapia para se tratar. “Megan se tornou como o sol para mim, ela me dá vida e me ajuda a crescer”, disse o roqueiro. “É como todo conto de fadas que eles nunca te contaram na escola, que eles nunca te ensinaram. Como a paixão entre nós é de outro mundo. Eu sei que a conheço de muitas outras vidas”, concluiu.

IMPORTANTE: Se você ou alguém que você conhece está passando por dificuldades emocionais ou considerando o suicídio, ligue para o ‘Centro de Valorização da Vida’ pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Para mais informações, clique aqui.