Fotojet (2)

Em entrevista reveladora, príncipe Harry fala sobre fotos dele pelado em Las Vegas, revela se já quis deixar a família real antes de Meghan e recorda encontro inusitado com a amada!

Podem chamá-lo de Harry sincerão! Em um novo episódio do podcast “Armchair Expert”, do ator Dax Shepard, divulgado nesta quinta (13), o príncipe Harry fez piada de um dos momentos mais polêmicos de sua vida nos holofotes: as infames fotos dele, nu, em Las Vegas. No papo de 90 minutos, o Duque de Sussex relembrou a vida muito antes de se tornar pai, marido ou deixar o cargo de membro sênior da família real.

Quem abordou a polêmica foi o apresentador, Dax. “Estou muito animado para conhecê-lo porque sou a pessoa mais mal informada sobre a família real, pelo menos em meu círculo”, disse ele. “Você (Harry) é o único que eu já conheci e simplesmente porque você estava naquelas incríveis fotos nu em Vegas. E eu literalmente disse a mim mesmo: ‘Esse cara é uma festa!'”, disparou o ator.

Na época dos cliques, o segundo filho da princesa Diana tinha apenas 27 anos e estava de férias, curtindo os cassinos de Las Vegas, quando fotos dele nu em sua suíte de hotel surgiram na web. “Tenho certeza de que você está constantemente procurando outras pessoas para meio que equilibrar seu próprio comportamento, certo?”, brincou Harry.

No entanto, os pensamentos de Shepard sobre o assunto não pararam por aí. “Além disso, eu estava tipo ‘Deus! Esse filho da puta tem um bom corpo!’ Você está em uma forma tremenda”, acrescentou. “Ok, agora está ficando estranho”, disparou o príncipe, em tom de brincadeira, que relembrou que tudo aconteceu semana antes de sua partida para o Afeganistão, onde serviu o exército.

Mais tarde, a dupla falou sobre suas épocas festeiras, que envolveram o abuso de substâncias como drogas e álcool. “Há uma razão para [fazermos] isso. Para você (Dax), foi a sua educação e tudo o que aconteceu com você, o trauma, a dor, o sofrimento”, argumentou Harry. “Veja quantas outras pessoas também fazem isso. Eles não teriam necessariamente sua consciência no momento. Eu certamente não tinha consciência de [meus traumas] quando estava enlouquecendo. Tipo, ‘Por que estou realmente fazendo isso?’. No momento, era tipo ‘Bem, por que não? Estou na casa dos 20 anos. Isso é o que eu devo fazer, não é?'”, disse o duque.

Continua depois da Publicidade

Desejo de abandonar seus deveres reais

Ainda durante a conversa, o príncipe, que deixou seu papel como membro sênior da família real britânica há mais de um ano, foi questionado se alguma vez desejou se afastar da família real antes de conhecer a esposa, Meghan Markle. “Obviamente, no começo dos meus 20 anos, eu não queria fazer esse trabalho, não queria estar aqui, não queria fazer isso, veja o que isso fez com a minha mãe. Como vou me estabelecer e ter uma esposa e família quando sei que isso vai acontecer de novo?”, revelou.

“Para mim, antes de conhecer Meghan, era muito mais um caso, certamente ligado à mídia, aquela raiva e frustração de ‘isso é tão injusto’. A propósito, não apenas sobre mim, mas sobre todas essas coisas que eu estava vendo”, acrescentou. “O maior problema para mim foi que nascendo nisso, você herda o risco que vem com o dever – você herda todos os elementos dele sem escolha e por causa da forma como a mídia do Reino Unido é, eles se sentem donos de você”, lamentou.

Continua depois da Publicidade

O desabafo do duque prosseguiu. “Quando comecei a fazer terapia, de repente houve uma espécie de bolha que estourou, arranquei minha cabeça da areia e dei uma boa sacudida e pensei: ‘Ok, você está em uma posição de privilégio, pare de reclamar ou pare de pensar que você quer algo diferente e faça isso diferente porque você não pode sair disso”, explicou ele. “Como você vai fazer isso de forma diferente? Como você vai deixar sua mãe orgulhosa? Como você vai usar esta plataforma para realmente fazer a mudança e dar às pessoas a confiança para mudar suas próprias vidas?'”, disse.

Harry ainda compartilhou seus momentos de maior medo em relação ao escrutínio constante da mídia. “Desamparo, esse é o meu maior calcanhar de Aquiles. As três principais vezes nas quais me senti mais desamparado foi uma, quando era criança com minha mãe no banco de trás do carro sendo perseguido por paparazzi, dois, estava no Afeganistão em um helicóptero apache e o terceiro estava com minha esposa”, revelou o príncipe. “Esses são os momentos da minha vida em que me sentir impotente dói, realmente dói e é quando você pensa: ‘Eu tenho o privilégio, tenho a plataforma e nem mesmo eu posso consertar isso’. Eu não posso mudar isso e quando você entra na sua cabeça sobre isso, é quando começa a cobrar seu preço”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Encontro fofo e inusitado com Meghan

Os primeiros “dates” de Harry e Meghan Markle aconteceram bem longe dos olhares intensos da família real e foram, surpreendentemente básicos. O Duque de Sussex revelou que, quando ainda namoravam, em 2017, os dois escolheram um lugar inusitado para se encontrar sem levantar suspeitas: um supermercado em Londres. Socorro! Kkk

Durante o encontro, o casal fingiu não se conhecer e Harry usou boné de beisebol para se “disfarçar” e evitar os olhares curiosos de seus súditos. “Nós ficávamos trocando mensagens de texto do outro lado do corredor”, lembrou ele. “Havia pessoas olhando para mim, me dando todos esses olhares estranhos, chegando e dizendo ‘oi’ e tudo mais”, acrescentou.

Enquanto o casal fazia as compras “à distância”, Harry afirmou que olhava para o chão para desviar atenção e se manter escondido. “Eu mandei uma mensagem para ela dizendo: ‘Este é o certo?'”, contou o ruivo sobre os itens. “Ela disse, ‘Não, você quer papel manteiga’. Eu fiquei tipo: ‘Ok, onde fica o papel manteiga?'”, compartilhou. Imaginem ir comprar um chocolatinho e encontrar o príncipe Harry no mercado? Kkk