Vixi! Funcionária de Jeremy Renner confirma acusação polêmica da ex-mulher do astro: ‘Meu instinto foi não chegar mais perto!’

Tenso…  A batalha judicial entre Jeremy Renner, astro de “Vingadores”, e sua ex-mulher, Sonni Pacheco, ganhou mais um capítulo nessa sexta-feira (25). Dias atrás, Sonni acusou o ex de ameaçar matá-la e colocar a segurança da filha deles, Ava em risco ao deixar drogas espalhadas pela casa, em locais de fácil acesso pela garota.

De acordo com a TMZ, novos documentos foram registrados contra o ator. Agora temos depoimentos de Naomi Moore, antiga babá de Ava que morava na casa da família. A funcionária relembrou a noite em que Renner teria voltado para casa embriagado, ameaçado se suicidar e disparado uma de suas armas. Naomi relatou que foi pedir ao patrão e um amigo que o acompanhava, para que fizessem menos barulho, pois Ava estava dormindo em um quarto ao lado.

Entretanto, foi surpreendida ao se deparar com o ator segurando uma arma dentro da própria boca. “Meu instinto foi não chegar mais perto, já que ele (Jeremy) estava muito bêbado e com uma arma nas mãos”, afirmou. Rapidamente, ela foi em direção ao quarto da menina, para checar se ela estava bem. E foi aí que escutou um alto barulho de tiro vindo do local.

Mais tarde, Renner foi ao quarto de Moore e a responsabilizou pelo disparo: “Você acha que se meu sangue e cérebro estivessem espalhados pelo chão, você acha que estaria vivendo esse estilo de vida numa mansão?”. A fonte ainda trouxe uma declaração do colega de Jeremy que presenciou o momento do disparo. “Ele teve pensamentos suicidas a noite toda”, teria afirmado o amigo do astro. As novas informações dão sustentação aos depoimentos oficiais feitos por Sonni na última semana.

Jeremy Renner fez novas alegações contra a ex-esposa (Foto: Getty; Reprodução/Instagram)

Entenda o caso:

Renner e Pacheco foram casados por dez meses e vêm mantendo uma história bem difícil desde que se divorciaram em dezembro de 2014. Os dois dividem a custódia da pequena Ava, de 6 anos. Entretanto, em setembro, a mulher entrou na justiça para conseguir a guarda integral da filha, com apenas visitas monitoradas do pai. Logo em seguida, o ator respondeu, exigindo a custódia integral para ele mesmo.

Na semana passada (14), Sonni enviou documentos acusando Jeremy de tê-la ameaçado de morte. Após o episódio, ele teria enfiado uma arma em sua própria boca, como se estivesse prestes a suicidar, e disparado um tiro no teto, enquanto a filha dormia no quarto ao lado. Ela ainda disse que Renner já se drogou enquanto estava com a custódia física da pequena e, inclusive, teria deixado cocaína na pia de um banheiro que era acessível a Ava.

Mais tarde, o artista rebateu as acusações, afirmando que a ex-mulher estaria brava com o fato do relacionamento não ter dado certo, e que ela estaria procurando um jeito fácil de conseguir tomar o seu dinheiro. Leia mais detalhes, clicando aqui.