“O Poço”: Diretor comenta final do longa e explica mensagens da trama: “Provocamos para entender os limites”; confira!

Desde sua estreia na Netflix, “O Poço” tem chocado espectadores pelo mundo, incluindo famosos, como Anitta. Além disso, o longa tem gerado dúvidas no público. Em entrevista ao iHorror, Festival de Toronto, o diretor Galder Gaztelu-Urrutia explicou as mensagens por trás da produção e falou como a parte final – e chocante – da trama foi elaborada.

Gaztelu-Urrutia mencionou que a história, originalmente, seria uma peça de teatro que nunca saiu do papel. “Os primeiros dois atos [do filme] estavam na peça, mas ela acabava no segundo ato. Então, a peça realmente acabava quando ele decide descer”, revelou. Entretanto, eles reformularam o roteiro: “Antes disso, a peça original para aí. Então, nós adicionamos isso”.

Continua depois da Publicidade

“O roteiro da peça tinha muito potencial, mas não poderíamos usar o mesmo roteiro, porque era pra uma peça teatral. Eu queria tornar aquilo mais físico, porque havia muitos diálogos nos primeiros dois atos. Então, eu trabalhei muito com os dois roteiristas para criarmos o terceiro ato”, recordou o cineasta.

Galder também justificou suas intenções ao mostrar aquela visão da prisão, além das mensagens políticas na trama: “O Poço quer colocar o espectador em uma posição que o faça pensar em como ele se comportaria em certas situações em relação ao que está acontecendo no mundo real. O que você faria estando nos primeiros e nos últimos níveis? Nós não julgamos, mas fazemos o questionamento e deixamos para o público a decisão”.

Continua depois da Publicidade

Para ele, “O Poço” não pretende ensinar ninguém e também “não se trata de mudar o mundo, mas de entender e colocar o espectador em vários níveis e ver como eles se comportariam em cada um deles. As pessoas são muito parecidas entre si. É muito importante onde você nasceu – em que país e qual família -, mas somos todos muito parecidos. Dependendo da situação na qual você se encontra, você vai pensar e se comportar de uma maneira diferente. Então, estamos provocando o público para entender os limites de sua própria solidariedade”.

“O Poço” conta a história de Goreng (Ivan Massagué), um homem que acorda em uma prisão vertical, onde os presos são separados por níveis. Ali, as refeições chegam intactas no primeiro andar, e quem está abaixo vai se alimentando do que sobra.

Em “O Poço”, o protagonista, Goreng, encontra muitos problemas ao tentar mudar a estrutura da prisão. (Foto: Divulgação/Netflix)

Continua depois da Publicidade

Quanto mais fundo, piores são os restos de comida. Assim, Goreng decide tentar mudar essa situação, mas tem uma jornada difícil e terrível pela frente. Confira o trailer:

Eita! Que tenso… Vem saber mais das reações sobre “O Poço” clicando aqui.