Roberto

Vizinhos revelam como a golpista, que se passou por Alessandra Ambrósio por 15 anos, teria gasto o dinheiro extorquido de jogador

Essa história fica cada vez mais absurda… A golpista que enganou por 15 anos, o jogador de vôlei italiano Roberto Cazzaniga, de 42 anos, ao se passar pela modelo Alessandra Ambrósio, reformou a própria casa inteirinha na Sardenha, uma ilha no mar Mediterrâneo. Vizinhos da mulher contaram ao jornal “La Nuova Sardegna” alguns detalhes da exorbitante obra, que teria acontecido em 2017.

O imóvel é onde mora Valeria Satta e fica localizado no vilarejo de Capoterra, perto de Cagliari. Segundo as testemunhas, a reforma contou com “pisos, luminárias, banheiros, janelas: tudo novo“. Com o golpe aplicado por ela, o atleta chegou a gastar a quantia de € 700 mil, cerca de R$ 4,3 milhões, considerando a cotação da moeda no Brasil atualmente.

Os vizinhos acreditam que foi justamente com esse dinheiro que a golpista financiou a obra, já que ela estava desempregada e tem dois filhos. Após descobrir a verdade, Roberto denunciou a estelionatária à polícia e, segundo a imprensa local, o caso será encaminhado ao Ministério Público. A equipe do jornal O Globo tentou entrar em contato com a vítima, mas ouviu de uma fonte próxima que o homem está muito abalado para falar. “Ele não encontrou uma forma de responder, sinto muito. Ele está passando por um momento difícil“, disse o amigo.

Xvaleria Satto.jpg.pagespeed.ic.htfp Rnitl
A golpista enganou Roberto por 15 anos. (Foto: Le Iene / Mediaset)

Continua depois da Publicidade

Amigos organizam vaquinha

Preocupados com a situação financeira e psicológica de Cazzaniga, amigos organizaram uma vaquinha online no site GoFundMe com o intuito de ajudá-lo a se reerguer. Para atender aos pedidos da estelionatária, Roberto fez empréstimos e acabou com dívidas de cerca de 60 mil euros – aproximadamente R$ 381.260,51. A ação, criada pelo amigo e ex-colega de time da vítima, Danilo Rinaldi, já juntou mais de 12 mil euros (cerca de R$ 76.252,10).

Roberto é uma pessoa boa e muito frágil que confiou nas pessoas erradas. No começo, não foi fácil… depois de 15 anos. Ele estava muito triste, mas agora está aos poucos se sentindo melhor. Claro, depois de toda essa reação midiática, ele sente muita incredulidade, mas apenas precisa de mais tempo para se dar conta (do que aconteceu) e começar de novo, com uma vida nova. Criei a campanha no GoFundMe para ajudar Roberto depois dessa triste história. Ninguém vai devolvê-lo os últimos 15 anos, mas juntos podemos fazer algo para o futuro dele“, disse Danilo, ao O Globo.

Xroberto Cazzaniga 2.png.pagespeed.ic.p50hhq2sgf
Valeria é acusada em caso de “catfish”. (Foto: Le Iene / Mediaset)

Relembre o caso

Parece mentira, mas o jogador de vôlei italiano Roberto Cazzaniga caiu num golpe estelionatário por 15 anos, acreditando que namorava a modelo brasileira Alessandra Ambrósio.

De acordo com a reportagem produzida pelo canal italiano Mediaset, a pessoa se apresentou para Roberto com o nome de Maya e até disse que trabalhava como modelo, mas todas as fotos utilizadas eram de Alessandra Ambrósio. A golpista alegava para o jogador que precisava de dinheiro para tratar um suposto problema cardíaco, e com isso conseguiu arrecadar a quantia exorbitante. “Tenho tantas dívidas, não é fácil ‘acordar do coma'”, disse o homem aos prantos, em entrevista para o site Il Fatto Quotidiano.

Continua depois da Publicidade

O Mediaset ficou encarregado de produzir o “dossiê” para comprovar que a mulher com quem Roberto “se relacionava”, na verdade, era a top model brasileira. O pedido partiu da própria família do jogador, que já não sabia mais o que fazer para ele acreditar que estava sendo enganado. “Um dia ele estava no quarto, no escuro. Eu o vejo chorar, pergunto o que ele tem e ele me diz que se apaixonou, mas essa mulher está na UTI para fazer uma operação cardíaca”, contou Danilo Cazzaniga, irmão do atleta.

Golpe
Roberto ficou bem abalado com revelação de golpe. Foto: Reprodução/Mediaset

A reportagem fez uma vasta investigação para descobrir todos os detalhes por trás do golpe, e revelou que Maya, na verdade, era uma mulher chamada Valeria que mora na Sardenha, também na Itália. E o pior: ela entrou na vida de Roberto Cazzaniga com a ajuda uma “amiga” em comum dele, identificada apenas como Manuela e apontada como uma das envolvidas no esquema fraudulento. O jogador e a falsa modelo foram apresentados por telefone e a partir daí, construíram o “relacionamento” sem nunca se verem ao vivo ou qualquer outro recurso tecnológico que pudesse mostrar que Maya não era Alessandra Ambrósio.

Continua depois da Publicidade

Quando a equipe entrou em contato com Valeria, ela negou que estivesse por trás do golpe e que era apenas amiga de Maya. “Enfim, seja o que for que eu fale, acho que você não acreditaria em mim”, respondeu a estelionatária ao ser questionada por que ela recebia os depósitos financeiros de Roberto. O esportista italiano prestou queixa para as autoridades e uma investigação oficial está em andamento.