Beyoncé

Beyoncé muda letra de “Heated” após críticas de capacitismo

Faixa faz parte do novo álbum da cantora, Renaissance, lançado nesta sexta-feira (29)

Nesta segunda-feira (1º), Beyoncé anunciou que fará uma mudança na letra de “Heated”. A música integra o novo álbum da cantora, “Renaissance”, que chegou nesta sexta-feira (29). Apesar da aclamação quase geral do novo projeto, a faixa em questão foi alvo de críticas pelo uso do termo “spaz” – uma gíria equivalente à “perder a cabeça” em inglês. No Reino Unido, a expressão é considerada uma ofensa capacitista àqueles que sofrem de paralisia cerebral.

Em comunicado enviado para a Variety, a equipe da cantora garantiu que a adaptação da canção já está sendo feita. “A palavra, que não foi usada intencionalmente para machucar ninguém, será substituída“, lê-se na nota.

Neste domingo (30), Hannah Diviney fez um tweet expondo o problema da expressão. “Então Beyoncé usou a palavra ‘spaz’ em sua nova música, ‘Heated’. Parece um tapa na minha cara, na comunidade com deficiência e no progresso que tentamos fazer com Lizzo. Acho que vou ter que continuar dizendo para toda a indústria para ‘fazer mais’ até que os insultos capacitistas desapareçam da música“, desabafou.

Posteriormente, Hannah voltou a criticar a faixa em artigo publicado pelo jornal britânico The Guardian. “Achei que havíamos mudado a indústria e iniciado uma conversa global sobre a razão da linguagem capacitista – intencional ou não – não ter lugar na música. Mas acho que estava errada, já que, agora, Beyoncé foi lá e fez exatamente a mesma coisa“, desabafou a australiana.

Em seguida, ela contou que descobriu a história por meio de uma menção em seu Twitter. “Meu coração afundou. Estávamos no mesmo lugar novamente, mas, desta vez, havia mais coisas em jogo. Chamar a atenção para este erro está em outro patamar“, opinou.

Continua depois da Publicidade

A escritora fazia referência ao fato da cantora Lizzo ter respondido a um de seus tweets virais. Na ocasião, Diviney a questionou sobre o uso do mesmo termo na faixa “Grrrls”. “Nunca quero incentivar o uso de termos depreciativos“, pontuou a artista. “Como uma mulher gorda e negra nos Estados Unidos, já foram usadas diversas palavras negativas para se referir a mim, então eu mais que entendo o poder que elas têm (mesmo se utilizadas de forma não intencional). Estou orgulhosa de dizer que há uma nova versão de ‘GRRRLS’ com uma mudança na letra. Esse é o resultado de ouvir e tomar uma atitude. Como uma artista influente, estou dedicada a ser parte da mudança que quero ver no mundo“, compartilhou, em meados de junho. Leia o post de Lizzo:

Além da letra de “Heated”, Beyoncé também foi acusada pela cantora Kelis de utilizar parte do sucesso “Milkshake” na faixa “Energy” . Kelis, que não é creditada como compositora ou produtora da música original, afirmou que não foi informada sobre o suposto uso do hit no novo projeto de Bey. “Estou impressionada com o nível de desrespeito e ignorância de todas as três partes envolvidas. Soube do uso da música da mesma forma que todos os outros. Nada é o que parece, algumas das pessoas neste negócio não têm alma ou integridade, e enganam a todos“, disparou em um comentário no Instagram pela conta de sua empresa Bounty & Full.

Kelis
Kelis reage à faixa “Energy”, do novo álbum de Beyoncé. (Foto: Reprodução / Instagram)
Siga o Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossas notícias!