Fãs se revoltam com participação de Kylie Jenner no clipe de “WAP”, fazem petição para removê-la, e Cardi B se manifesta sobre críticas

Eita! Parece que muitos internautas não ficaram contentes ao verem Kylie Jenner dando o ar da graça no clipe de “WAP”, parceria entre Cardi B e Megan Thee Stallion. A rapper, entretanto, saiu em defesa da empresária em seu Twitter, numa série de publicações agora já deletadas.

Nesse domingo (9), Cardi rebateu um comentário da apresentadora e escritora Danielle Young, que questionava o fato de Kylie apenas abrir uma porta no vídeo, enquanto Normani, outra artista presente na produção, apresentar uma coreografia de dança super complexa.

Ainda segundo Young, os papeis desenvolvidos por Jenner e Normani na produção escancaravam a desigualdade racial. “A Normani fez tudo aquilo e a Kylie andou em um corredor e abriu uma porta. Se isso não é uma representação perfeita de que as mulheres negras precisam fazer o máximo, enquanto mulheres brancas fazem apenas o mínimo para chegar em algum lugar, eu não sei o que é”, disparou.

Diante da repercussão da publicação, Cardi explicou que a mensagem a ser transmitida pelo projeto não era aquela. “Nem tudo é sobre raça. Existem problemas no mundo, dos quais eu falo o tempo todo, que são sobre raça. Mas isso não é”, escreveu a artista.

Em seguida, a rapper apontou alguns dos motivos pelos quais convidou Jenner para participar da produção. “Por que eu coloquei a Kylie no meu clipe? Ela tratou minha irmã (Hennessy) e minha filha (Kulture) de maneira tão amorosa na festa de aniversário da filha dela (Stormi). Travis (Scott, pai de Stormi) e Off Set (marido de Cardi) são super próximos. Kris Jenner me dá conselhos sobre certas coisas que pergunto e o marido dela se dá super bem com o meu”, explicou.

E não parou por aí! Em seguida, Cardi avisou que Normani é uma ótima dançarina, e não faria sentido dar à ela outra função. “A Normani é uma das melhores artistas que dançam. Tipo, ela dança pra c*ralho! Por que ela abriria uma porta? Por favor, me digam como isso faria sentido? A melhor parte da música é a batida que te faz querer dançar”, opinou.

Não contente, a mãe de Kulture ainda repostou a mensagem de um seguidor em seu perfil, reforçando seu pensamento. “Normani dançou, esse é o talento dela! Kylie desfilou como uma modelo, esse é o talento dela! As pessoas são estranhas”, dizia a publicação. “Exatamente”, concordou Cardi.

A aparição de Kylie realmente causou grande revolta! Até uma petição online foi criada, pedindo pela remoção das cenas em que a sister aparece no clipe, e já ultrapassou a expressiva marca de 55 mil assinaturas. “O vídeo estava perfeito até a Kylie aparecer e eu querer jogar meu celular longe”, escreveu a autora do abaixo-assinado.

“Eu estava curtindo minha dose diária de mulheres negras até que a ladra colonizadora apareceu e me fez derramar meu copo”, revoltou-se alguém na sessão de comentários. “Ela é um abutre da cultura que não se lembra de como sua própria pele se parece! Vamos acabar com os abutres da cultura”, esbravejou mais um. Kylie, por sua vez, não se manifestou.

Internautas criaram petição pedindo que cena de Kylie fosse removida do vídeo. (Foto: Reprodução)

Na tentativa de colocar um ponto final nesse assunto, Cardi passou a ignorar os “haters” e resolveu fazer um agradecimento público às figuronas que estrelaram o vídeo de “WAP”. Além de Kylie e Normani, Rosalía, Mulatto, Sukihana e Rubi Rose foram outras das artistas que apareceram em cena. 

“Quero agradecer todas as mulheres que fizeram parte do meu vídeo. O fato de vocês terem reservado um tempinho em suas agendas significa muito pra mim! Foi tão importante pra mim incluir mulheres diferentes, de diferentes raças e com origens diferentes, mas que são tão poderosas e influentes”, declarou a rapper.

Agradecimento de Cardi. (Foto: Reprodução/Twitter)

Apesar das críticas, o vídeo de Cardi B e Megan Thee Stallion já conta com quase 60 milhões de visualizações no YouTube, e a faixa está no topo das paradas em diversos países. Sucesso! Assista ao clipe de “WAP”, abaixo: