Sikêra Jr, apresentador que criticou isolamento social, é diagnosticado com Covid-19 e faz apelo: “Não subestimem essa doença”; assista

Depois de protagonizar uma fala que ironizava a recomendação de isolamento social feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no combate ao novo coronavírus, o apresentador do “Alerta Nacional”, Sikêra Jr, revelou nesta quarta-feira (29) que seu teste para a Covid-19 deu positivo. Agora, ele pede para os telespectadores que o acompanham ficarem em casa.

O jornalista entrou ao vivo no telejornal da Rede TV! e, ao falar sobre seu diagnóstico, lamentou não ter dado a devida atenção à pandemia da doença. “É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho. E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? A gente não acredita. Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra”, falou.

Continua depois da Publicidade

Em outro trecho, Sikêra é bem claro em suas palavras para orientar que as pessoas não tenham o mesmo tipo de pensamento imprudente que ele possuía. “Não subestime a doença, não façam o que eu fiz. Não façam. Não subestime. É até mais sério do que eu imaginava. Se cuidem, eu não vou voltar tão cedo, até para não colocar em risco os meus colegas, a emissora inteira. É melhor eu me tratar, me cuidar, pra depois ‘tocar o barco’ com fé em Deus”, disse.

Ao receber mensagens de carinho da equipe do telejornal, o apresentador não conseguiu conter as lágrimas. Em outro momento, ele pediu para o médico que acompanha sua saúde falasse sobre sua situação atual, até mesmo com o intuito de desmentir fake news que afirmaram o comprometimento dos seus pulmões. “Não vai [morrer]. Ele está estável, é muito forte. Ele vai sair dessa e dar a volta por cima”, disse o cardiologista.

Continua depois da Publicidade

Na semana passada, já em isolamento, Sikêra participou do programa e havia mudado o tom do seu discurso pedindo para as pessoas ficarem em casa. “Para que eu não leve risco para os meus colegas, é preferível que eu fique em casa até segunda-feira, na minha quarentena. Já estou longe do filho e da esposa, vou ficar quietinho um pouquinho, para ver o que é, pra ver se eu realmente estou livre dessa porrada aí que se chama Covid-19”, falou. Segundo ele, o teste rápido havia dado negativo, então ficou no aguardo de uma contraprova.

Para profissionais do “Alerta Nacional”, ele deu o recado: “Se cuidem, pelo amor de Deus, se cuidem!”. Ao se direcionar para o público, não foi diferente. “Se você puder, fique em casa. Eu não posso, mas eu já estou à força. Não é todo mundo que pode, eu gostaria de estar trabalhando, mas não posso”, afirmou.

Mesmo assim, ele ainda criticou a postura dos governadores que defendem a quarentena para todos, com exceção dos profissionais que desempenham funções consideradas essenciais neste período. “O país está muito preocupante. Ou esses governadores liberam o pessoal aos poucos para trabalhar com a devida segurança, ou vai ser muito pior”, analisou.

Em março, as falas de Sikêra Jr eram completamente diferentes; ele ironizava as recomendações de que todos que pudessem, deveriam praticar o isolamento social. No discurso, o apresentador criticava principalmente os jovens. “Você que tem conta paga pelo pai e mãe, não sabe o que é isso [ter que trabalhar para sustentar a casa]. Você sabe quem saiu no paredão do ‘BBB’… Você é um otário! Você não sabe nada da vida! Seu pai que paga suas contas, rapaz. Agora imagina seu pai ‘duro’ e sua mãe sem emprego?”, indagou.

Continua depois da Publicidade

“Deixa de hipocrisia, Brasil! Deixa de ir na moda! Isso é Maria vai com as outras! O Brasil já tava uma m*rda, quando a luz aparece no final do túnel, [vem] esse terrorismo”, bradou em frente às câmeras. Em seguida, ele reafirmou que acreditava na existência do vírus, mas seguiu defendendo que as pessoas deveriam voltar ao trabalho.