Na GloboNews, Maria Beltrão se emociona ao falar sobre “desespero” de quem aguarda o auxílio emergencial do governo: “Não conseguem ver a luz no túnel” — assista

Com tantas notícias negativas diariamente, as coberturas jornalísticas estão se tornando um desafio para os profissionais “segurarem as pontas” e manterem uma postura neutra diante das câmeras. Nesta terça-feira (28), a apresentadora Maria Beltrão não conteve a emoção no programa “Estúdio I”, da GloboNews, e ficou com a voz embargada ao falar sobre a situação das pessoas que buscam o auxílio emergencial do governo federal.

Na ocasião, a jornalista tinha acabado de conversar com um repórter pelo link ao vivo sobre as grandes aglomerações que estavam acontecendo em frente aos bancos. A situação, que contraria as recomendações da Organização Mundial de Saúde para se prevenir do contágio da covid-19, é resultado da urgência das pessoas em sacar a quantia de R$ 600 que irá ajudar nas despesas durante a quarentena.

“Essa aglomeração é da necessidade, né? É a aglomeração do desespero, é a aglomeração de quem precisa desesperadamente do auxílio emergencial e não tá conseguindo ver essa luz no túnel. É um drama tremendo”, comentou, já com a voz embargada.

Maria Beltrão se emocionou ao falar sobre o auxílio emergencial durante a quarentena. Foto: Reprodução/Globonews

Ao passar para uma segunda pauta, Maria Beltrão percebeu que estava tocada demais para falar a notícia e interrompeu a si mesma. “Gente, me emocionei, deixa eu chamar o Vitor…”, falou, antes de se dirigir para mais um link ao vivo no telão. O repórter ainda aguardou a chamada “oficial” da notícia, mas a apresentadora sinalizou que não conseguiria. “Oi, Vitor, pode dar as informações que eu me emocionei aqui”, encerrou. Assista ao momento: