Fotojet (16)

Após briga no trânsito no DF, advogado persegue mulher e a atropela na frente do marido e filho de 8 anos; assista

Inacreditável! Nesta quarta-feira (25), um advogado de 37 anos perseguiu e atropelou uma mulher por conta de uma briga no trânsito, ocorrida na QI 19 do Lago Sul, no Distrito Federal. Em nota enviada ao G1, a Polícia Civil relatou que a vítima, identificada como Tatiana Thelecildes Fernandes Machado Matsunaga de 40 anos, foi internada em estado grave.

As cenas chocantes foram registradas pelo circuito interno de segurança da casa de Matsunaga, mostrando alguns momentos em que ela discute com o advogado Paulo Ricardo Moraes Milhomem do lado de fora do carro. Logo em seguida, ele dá ré para depois acelerar em direção de Tatiana, que é atingida em cheio e deixada na rua já desacordada.

A apuração inicial relatou que a discussão dos dois começou antes mesmo do que foi registrado pelas câmeras, quando estavam na altura da QI 15 do Lago Sul. Milhomem perseguiu Tatiana até sua casa para continuar a briga, mesmo sabendo que o filho da vítima, de apenas 8 anos, estava dentro do veículo. Com a gritaria na porta de casa, o marido de Matsunaga também saiu na rua e juntou-se à esposa. Após o atropelamento, ele tentou ir atrás do criminoso, mas voltou para socorrer a mulher.

O delegado responsável pelo caso, Paulo Renato Alvarenga, da 10ª Delegacia de Polícia, contou ao G1 que as autoridades foram acionadas pela associação de moradores, e logo conseguiram levantar os dados de Paulo Ricardo com a ajuda das câmeras de vigilância. No entanto, antes mesmo que as buscas fossem iniciadas, Milhomem apresentou-se na delegacia junto de seu advogado de defesa, Afonso Lopes Carvalho.

Continua depois da Publicidade

O suspeito foi detido em flagrante por tentativa de homicídio qualificado e deve passar por audiência de custódia amanhã (26). Em depoimento, Paulo Ricardo disse que se sentiu ameaçado em meio à situação. Ao G1, Afonso Lopes afirmou que seu cliente se apresentou espontaneamente na delegacia, e que durante a briga ele estaria apenas tentando se desvencilhar de Tatiana e não atropelá-la. “Ele queria apenas ir embora e ela estava impedindo a passagem”, declarou.