Pe

Homem humilha e insulta atendente em Pernambuco: “Tem que dar essa b*ceta”; assista

Que absurdo! Nesta sexta-feira (27), viralizou nas redes sociais um vídeo de um homem humilhando e fazendo ofensas machistas e homofóbicas para uma atendente de um bar em Ilha de Santo Aleixo, em Pernambuco. Nos registros, o cliente se mostra insatisfeito com o atendimento da moça e atribui o alegado mau humor dela a uma suposta falta de sexo.

O caso ocorreu no momento em que o homem pagava a conta. Um dos presentes resolveu gravar toda a cena. O rapaz já chega no balcão alterado e proferindo ofensas. “Você não tem namorado, não? Seu namorado é viado, bate fofo? Que mau humor do c*ralho“, disparou ele.

Vá trepar, minha filha. Atendimento c*, do c*ralho, o seu. Pior atendimento que existe aqui na Ilha de Santo Aleixo“, continuou o rapaz. Em seguida, ele dá a entender que é dono de alguma pousada ou hotel na região. “Tô aqui pra mandar meus hóspedes pra cá, mas jamais vou mandar pro atendimento com você, porque é uma bosta. Tem que dar essa b*ceta pra ver se dá um sorriso“, insultou.

Continua depois da Publicidade

Um outro rapaz, que não aparece no vídeo, tenta acalmar o agressor, em vão. “Você está perdendo sua razão por conta do que está falando“, disse ele. “E você acha que eu tô preocupado de estar perdendo minha razão? Tô preocupado p*rra nenhuma. Tô pagando. Eu trato bem quem me trata bem. Se não me tratar bem eu mando tomar no c*, tô nem aí. Respeito quem me respeita“, continuou xingando o homem. Durante todo o ataque, a vítima se manteve quieta e acuada. Assista:

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Bruno Lima, o nome da atendente seria Jennypher Costa e ela já teria tomado as medidas cabíveis. “Passando para atualizar vocês sobre o caso da Jennypher, que foi vítima daqueles absurdos lá no estado de Pernambuco. Entramos em contato com a mesma na data de ontem (26), ela já fez o Boletim de Ocorrência, ontem mesmo, sobre os fatos ocorridos que foram capitulados como difamação“, relatou.

Continua depois da Publicidade

Hoje, nós estaremos em contato com a delegacia e iremos orientar a Jennypher pra que todas as medidas legais, tanto na área criminal quanto na cível, sejam adotadas. E que fatos como esse, lamentável, não aconteçam tão cedo. Um absurdo, ele vai responder criminalmente“, concluiu o delegado.