Mulher Fogo Bullying

Mulher ateia fogo em motorista de ônibus em GO e choca ao revelar motivo; assista a cena assustadora

Na última quarta-feira (1º), uma mulher foi presa suspeita de atear fogo num motorista de ônibus, na cidade de Anápolis (GO). As imagens assustadoras do momento foram registradas pelas câmeras de segurança. De acordo com o G1, a delegada afirmou que casos de bullying teriam motivado a ação violenta.

No vídeo, que foi divulgado pela Polícia Civil, é possível ver que a mulher se aproxima do ônibus parado no terminal e joga etanol na cabine. Em questão de instantes, há uma explosão no veículo e um clarão, que faz com que todos os passageiros e presentes se desesperem. É neste momento que o corpo do motorista fica em chamas, até que ele desce do ônibus, ainda pegando fogo. Assista ao vídeo abaixo:

Continua depois da Publicidade

O motorista, Walisson Barbosa dos Santos, de 35 anos, está em estado gravíssimo após o incidente. Segundo o relato de sua família, ele teve 80% do corpo queimado e precisou passar por uma cirurgia no Hospital Estadual de Anápolis. Neste momento, ele está sedado e intubado.

Mulher Fogo Bullying4
O motorista seguiu pegando fogo mesmo depois de deixar o ônibus em chamas. (Foto: Reprodução)

Depois de atear fogo no ônibus, a mulher foi segurada por testemunhas e posteriormente levada à delegacia pela Polícia Militar. De acordo com a delegada Cynthia Cristiane, ela disse ter sido zombada por funcionários da empresa de transporte público. A suspeita alegou que era alvo de piadas por ter mau hálito e que as pessoas tampavam o nariz quando ela passava no terminal. Na quarta-feira, antes do ataque, Walisson teria repetido o gesto na sua frente.

Continua depois da Publicidade

“Ela foi até um posto de combustíveis, comprou etanol e ateou fogo contra a vítima. Ontem esse motorista teria feito gesto de tampar o nariz”, relatou a delegada. Contudo, segundo o depoimento, a mulher não teria demonstrado arrependimento do que fez. Ela segue detida em um presídio da cidade. A investigação ainda continua e pretende ouvir outras testemunhas. Segundo a polícia, ela pode responder pelo crime de tentativa de homicídio.

Mulher Fogo Bullying2
A suspeita não teve sua identidade revelada. Segundo a delegada, ela não se arrependeu dos atos. (Foto: Reprodução)

Procurada pelo G1, a Urban, empresa responsável pelo transporte público local, afirmou que sua prioridade é acompanhar o estado de saúde do motorista. Em nota, a companhia mencionou que se solidariza com a situação e confia que as autoridades responsabilizarão quem cometeu o crime.