Familia Morte Trilha

Família e cão de estimação morrem misteriosamente em trilha na Califórnia, e caso intriga polícia: “Não é uma coisa típica”

A polícia do condado de Mariposa, na Califórnia, segue intrigada com a misteriosa morte de uma família no parque da Floresta Nacional de Sierra. John Gerrish, de 45 anos, Ellen Chung, de 31, a filha deles, Miju, de apenas 1 aninho, e o cachorro foram encontrados mortos em uma trilha pela cordilheira de Sierra Nevada.

De acordo com a revista People, eles haviam saído para o passeio no domingo (15), mas nunca retornaram para casa. No dia seguinte, os familiares deles reportaram o desaparecimento à polícia, mas foi só na terça-feira (17) que os corpos foram localizados. Inicialmente, um homicídio foi considerado, mas a hipótese já está praticamente descartada. Uma autópsia inicial também não trouxe resultados esclarecedores.

Familia Morte Trilha4
O casal, sua filha e até o cachorro morreram na trilha do parque na Califórnia. (Fotos: Reprodução)

“É tão trágico e misterioso”, lamentou Steven Jeffe, amigo da família, ao The Washington Post. Segundo ele, apesar da dor, ninguém consegue ficar em paz pela falta de respostas sobre o que houve. “Nós estamos devastados pela perda. Mas eu acho que a comunidade está mais pensando, tipo, ‘Que diabos aconteceu?’. É tão doido”, afirmou ele.

Continua depois da Publicidade

As condições da ocorrência também surpreenderam a polícia. A porta-voz da corporação, Kristie Mitchell, contou que não foram identificados ferimentos físicos, sinais de trauma, nem notas de suicídio que indicassem que as mortes teriam sido intencionais. “Deparar-se com uma cena em que todos estão envolvidos, incluindo o cachorro da família que faleceu, isso não é uma coisa típica que nós já tenhamos visto, ou que qualquer outra agência já tenha visto”, disse ela ao jornal Fresno Bee.

Várias possibilidades na mesa

Enquanto as investigações continuam, os oficiais averiguam uma série de possibilidades para as causas dos óbitos. “Os investigadores consideraram se gases tóxicos, algas tóxicas e monóxido de carbono podem ter contribuído para as mortes”, disse Mitchell. “Não estamos focando em uma causa específica nesse momento. Ainda há muitas que nós não podemos descartar. Eu acho que será uma investigação muito longa e profunda, porque não é tão claro como outros casos são”, acrescentou ela.

Continua depois da Publicidade

Mas a principal suspeita é de que a família teria se contaminado com as águas de um rio na região, que estaria contaminada com toxinas liberadas por algas. Nesta terça-feira (24), o gabinete do xerife de Mariposa disse estar confiante de que a causa da morte será revelada com exames toxicológicos das vítimas. Além disso, a necropsia do cachorro pode dar mais pistas para desvendar esse mistério.

Familia Morte Trilha2
A principal suspeita é de que a família tenha se contaminado com toxinas liberadas por algas nas águas. (Foto: Reprodução)

A hipótese da água faria bastante sentido, visto que, em 13 de julho, o Departamento de Pesca e Vida Selvagem da Califórnia alertou que testes de água “revelaram uma alta concentração de proliferação de algas” no rio Merced, que fica próximo ao ponto em que a família foi encontrada. Ainda conforme o órgão explicou, “algumas espécies podem produzir toxinas que representam um risco para humanos e animais de estimação”. Por isso, havia o alerta para que as pessoas não nadassem nas águas e nem deixassem seus pets nadarem lá.

Familia Morte Trilha3
A necrópsia do cachorro da família também deve dar mais pistas do caso. (Foto: Reprodução/Facebook)

Os resultados dos exames, que também avaliaram as águas da região, bem como a água que o casal levava, devem sair em até duas semanas. Com eles, a expectativa é de que esse enigma chegue ao fim. De qualquer forma, é uma história com muita tristeza…