Boxeador Medalha

Olimpíadas: Após derrota, boxeador decepciona público com atitude ao receber medalha: “Cena mais patética”; assista

Ué, gente, achou ruim? Na manhã desta quarta-feira (4), o boxeador cubano Arlen López ganhou medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio, ao derrotar o lutador Benjamin Whittaker. No entanto, o competidor britânico, que levou a medalha de prata, não ficou nada satisfeito… A reação negativa dele ao subir no pódio e receber sua premiação decepcionou o público e repercutiu muito na web.

Whittaker foi derrotado por 4-1 por decisão dos jurados, na final da categoria meio-pesado (75-81 kg) do boxe masculino. Insatisfeito com seu resultado, o pugilista chegou a chorar no pódio e, por pouco, não deixou a cerimônia antes de tirar a foto protocolar com os outros competidores. No momento que recebeu a medalha de prata, o atleta recusou-se a colocá-la no peito e a guardou no seu bolso. Pois é…

Continua depois da Publicidade

Na hora de posar com os outros medalhistas, seu astral estava mais do que visível no semblante emburrado e pelo afastamento dos outros boxeadores. Benjamin, que derrotou o brasileiro Keno Marley nas quartas de final, pediu desculpas aos fãs que acordaram para assisti-lo e não considerou sua medalha como uma vitória. “Você não ganha a prata, você perde o ouro”, declarou ele. Assista ao vídeo abaixo:

Quer desprezar a medalha e fazer cara feia? Faz. É de bom-tom? Não. Não é de bom-tom. Não à toa foram várias as críticas e reações de surpresa com a postura de Whittaker. “Esse boxeador britânico fazendo esse papelão porque ganhou prata, se manca, meu filho”, escreveu a internauta Mari. O jornalista Gabriel Menezes, por sua vez, foi categórico. “A cena mais patética da Olimpíada até o momento”, disse ele. E ainda completou: “Feio demais”.

Continua depois da Publicidade

Para os brasileiros, foi impossível não pensar como esse cenário poderia ter sido diferente: “[Whittaker] eliminou o brasileiro e agora que perdeu pra um cubano fez esse show de prepotência. Jesus apaga a luz. Antes o Keno tivesse ganhado a prata”. Ouro, prata ou bronze, se a medalha viesse pra cá, seria muito bem recebida, né? “Imagina se fosse nosso Kenaldinho… Seria sucesso puro. Iria estar dançando”, observou Emanuel. Veja mais reações abaixo:

Continua depois da Publicidade

Como já diria Tiago Leifert, apresentador do “BBB”: faltou fair play, né? Arlen López é o segundo cubano a receber medalha de ouro no boxe masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em 2016, ele também foi campeão olímpico nas Olimpíadas do Rio. As medalhas de bronze da categoria meio-pesado foram entregues a Loren Berto Domínguez, representante do Azerbaijão, e ao russo Imam Khataev – o trio que aparece sorridente nas fotos, ao lado de Benjamin.