Colagem Sem Titulo 10

Causa da morte de astro mirim de ‘The Flash’ é revelada por autoridades canadenses

Após mais de um ano da triste morte de Logan Williams, nesta quarta-feira (8), as autoridades divulgaram um relatório explicando a causa de seu falecimento. Segundo o jornal The New York Post, o Departamento de Legistas da Colúmbia Britânica, no Canadá, atestou que o astro mirim foi vítima de uma intoxicação acidental de uma droga ilícita, o fentanil.

O documento ainda ressalta que doses mínimas dessa substância podem causar intoxicações. A quantidade encontrada no corpo do jovem era considerada fatal. As autoridades canadenses pontuaram que Logan “travava uma batalha contra problemas de saúde mental e já tinha um histórico de consumo de drogas“.

Continua depois da Publicidade

“Em 2019, ele ficou sob os cuidados do Ministério da Criança e do Desenvolvimento Familiar Canadense. Foram prestados serviços de apoio, incluindo tratamento residencial. No entanto, Logan frequentemente se recusava a participar”, prosseguiu o relatório do legista, divulgado pelo tabloide norte-americano.

Logan Williams sofria com o vício em drogas há três anos. Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com o documento, o astro foi encontrado inconsciente no dia 26 de fevereiro de 2020. Ele chegou a ser ressuscitado, entretanto, teve lesões cerebrais severas, que resultaram na perda da memória. Williams logo foi liberado, porém, em abril do mesmo ano, foi achado sem vida na moradia provisória em que estava em Burnaby, no Canadá.

Logan Williams morreu aos 16 anos, em abril de 2020. O canadense ficou conhecido por participar da série “Supernatural” e também no seriado “The Flash“, dando vida à versão infantil de Barry Allen, identidade secreta do super-herói da DC Comics. Na época, o protagonista da série, Grant Gustin, prestou uma linda homenagem ao colega de elenco. “Eu fiquei muito impressionado não apenas pelo talento do Logan, mas com o seu profissionalismo no set. Meus pensamentos e minhas orações estarão com ele e com sua família nesse momento que tenho certeza que é tão difícil para eles”, escreveu o artista.

Quem também se pronunciou na época, foi a mãe do ator, Marlyse Williams. Em entrevista para o The New York Post, a mulher explicou que o artista travava uma batalha contra o vício há três anos, e que agora ela terá como missão de vida, lutar para que outros jovens não tenham o mesmo destino de seu filho. “Sua morte não será em vão. Ele vai ajudar muitas pessoas que estão nessa mesma jornada”, falou.

Continua depois da Publicidade

A matriarca desabafou sobre a doença do filho, revelando que Logan começou a usar maconha aos 13 anos e depois passou a consumir drogas mais pesadas. “Eu fiz tudo que era humanamente possível – tudo o que uma mãe poderia fazer”, lamentou antes de explicar que chegou a se endividar para pagar o tratamento do ator em clínicas de reabilitação.