Ivy Moraes e Bruno, da dupla com Marrone, se manifestam e tentam se defender de ida a festa clandestina, que virou caso de polícia em Goiás

Ontem (28), o hugogloss.com contou aqui de uma festa na cidade de Caldas Novas, que virou caso de polícia por desrespeitar um decreto que proíbe evento com aglomeração. Além de desrespeitar as normas das instituições de saúde e as regras do bom senso, né?!… Estiveram na celebração do empresário Brunno Faria, as ex-BBBs Anamara e Ivy Moraes, e o cantor Bruno, que faz dupla com Marrone. O sertanejo inclusive subiu ao palco do evento, e se apresentou, para uma plateia, que de acordo com as autoridades, tinha cerca de 50 pessoas.

Nesta segunda (29), Ivy e Bruno se manifestaram, e tentaram se defender das críticas que têm recebido. Em nota enviada ao UOL, a assessoria da ex-BBB disse que ela esteve na cidade apenas para fazer uma campanha publicitária. “Quando terminaram a sessão de fotos, eles foram convidados para irem na casa de um conhecido do empresário da ex-sister. Quando chegaram na casa e perceberam que era uma festa, tanto ela como o empresário ficaram constrangidos e saíram rapidamente, permanecendo no local por pouquíssimo tempo“, alegou.

O tempo foi o suficiente para a modelo posar para fotos junto da Miss Ponta Grossa 2018, Aline Machado e da também ex-BBB Anamara, todas sem máscaras e super sorridentes. Diante da polêmica, Ivy privou os comentários de sua conta no Instagram, de forma que apenas as pessoas que ela segue também possam escrever algo.

Ivy, que na casa do ‘BBB20’ se envolveu em polêmicas raciais, segue em controvérsias aqui fora (Foto: Reprodução / Instagram)

Já a assessoria do cantor Bruno declarou que ele fora contratado para o evento, descrito como uma comemoração de cunho familiar. “Ele permaneceu no espaço por pouco mais de uma hora. Quando chegou soube que todos haviam feito teste para a Covid-19. Acompanhado de três músicos, fez sua apresentação e deixou o local“, argumentou. O sertanejo já teve Covid-19 e está curado.

Em tempo, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 30.476 novos casos de coronavírus neste domingo (28), além de 552 óbitos. O total de mortos chegou a 57.622, enquanto o número de infectados no país atingiu 1.344.143.

Relembre o caso

Na noite do último sábado (27), a festa – que contou com show de Bruno, da dupla com Marrone – virou caso de polícia na cidade de Caldas Novas, em Goiás. De acordo com o relato dos oficiais, a celebração descumpria o decreto público do município, que proíbe eventos com aglomerações.

Alexandre Câmara, tenente da Polícia Militar, contou ao jornal “O Popular” que a corporação foi chamada inicialmente por uma denúncia de som alto. Ao chegarem no local, por volta das 21h, os agentes pediram apenas que reduzissem o volume da música, imaginando que fosse uma simples confraternização familiar, sem qualquer aglomeração.

Numa das imagens que circulam nas redes sociais, Bruno aparece no palco do evento. (Foto: Reprodução/Instagram)

No entanto, novas denúncias chegaram à polícia com fotos anexadas – mostrando que a festa era bem maior. As imagens foram divulgadas pelas redes sociais, deixando claro que havia um palco para apresentações e, em uma delas, o sertanejo Bruno até aparecia cantando. Com isso, os policiais retornaram ao local, conversaram com o proprietário e descobriram que se tratava de sua festa de aniversário.

De acordo com a PM, aproximadamente 50 pessoas foram flagradas no evento. Dentre os presentes, estavam também as ex-BBBs Ivy Moraes e Anamara, que surgiram juntas numa foto em frente ao palco enquanto Bruno estaria se apresentando. Quanto à participação do artista, o tenente afirmou: “Segundo informações que coletamos, o cantor é amigo do proprietário e por isso estava no local”.

Apesar disso, quando as autoridades chegaram na festa pela segunda vez, por volta das 23h, Bruno e outras atrações não estavam mais por lá. Com todas as evidências em mãos e com o flagrante, a Polícia Militar fez um Termo Circunstanciado de Ocorrência contra o dono da propriedade, e colocou um ponto final no aniversário, mandando todos os convidados para casa.

Na festa “proibida”, muitos dos convidados não usaram máscara e descumpriram o decreto público. (Fotos: Reprodução/Instragram)

Por conta da pandemia do coronavírus, a cidade de Caldas Novas está sob um decreto que proíbe o funcionamento do comércio local, bem como a realização de eventos que promovam aglomerações – haja vista a potencial propagação da Covid-19. Com a festa, os convidados evidentemente desrespeitaram a quarentena e infringiram a determinação da legislação.