Príncipes Charles e William teriam “vazado” informações sobre saída de Harry e Meghan Markle da realeza para abafar escândalo, afirma livro; saiba os detalhes!

E a família real britânica segue sendo responsável por garantir mais um livro bombástico em nossas prateleiras! Prestes a ser lançada, a obra “Prince Andrew, Epstein And The Palace (Príncipe Andrew, Epstein e o Palácio)” traz uma acusação grave contra os príncipes William e Charles. Os dois teriam sido responsáveis por “vazar” a informação de que Harry e Meghan Markle deixariam seu cargos seniores na monarquia.

Segundo o autor, o jornalista Nigel Cawthorne, os duques de Sussex já planejavam a saída há meses, mas tudo era feito em segredo e planejado para ocorrer de forma tranquila. No entanto, William e Charles teriam encontrado a oportunidade perfeita de “se livrarem” do casal, que já não atendia as expectativas da monarquia, e de quebra abafar o escândalo de pedofilia em que o príncipe Andrew se envolveu.

Por conta da sua amizade próxima com Jeffrey Epstein e acusações de abuso feitas por mulheres, Andrew tem sido apontado como um dos principais cúmplices do bilionário no esquema de tráfico sexual. Em novembro do ano passado, o filho da rainha Elizabeth II cedeu uma entrevista para o programa “Newsnight”, da BBC, para contar sua versão da história e anunciar que estava deixando suas funções na realeza.

Andrew anunciou que deixaria suas funções na realeza durante entrevista para a BBC. Foto: Reprodução/BBC

“Os dois herdeiros encontraram uma causa em comum que a monarquia precisava podar, começando com seus irmãos de mentes independentes, Andrew e Harry. A facção de Charles no palácio viu claramente que foi criada uma oportunidade de remover não apenas Andrew, mas também Harry dos compromissos reais”, alegou Cawthorne no livro. O jornalista ainda revelou que William teria ficado abalado pelo plano, mas entendeu que seria o “melhor” a se fazer para priorizar a imagem da família.

Justamente na data da entrevista, foram vazadas as primeiras informações sobre a decisão de Harry e Markle. Mais precisamente, horas antes do “Newsnight” ir ao ar, a história do “Megxit” aparecia pela primeira vez na mídia britânica. “Harry e Meghan estavam discutindo sua saída do Reino Unido por meses em segredo, mas o vazamento oportuno no dia da entrevista removeria dois príncipes seniores da instituição de uma só vez, enquanto as manchetes obrigariam o palácio a se pronunciar“, relatou o autor.

De acordo com novo livro, Charles e William vazaram informações do “Megxit” para a imprensa. Foto: getty

Em janeiro, os duques de Sussex vieram a público revelar que realmente deixariam os cargos seniores na monarquia. Nos meses seguintes, eles acertaram os detalhes burocráticos, participaram dos últimos eventos oficiais e, em abril, se mudaram definitivamente para os Estados Unidos. “Na história moderna do Palácio de Buckingham, foi provavelmente um dos golpes silenciosos mais impressionantes”, alegou Nigel Cawthorne.