Gal (2)

A Fazenda 13: Adriane Galisteu cita Juliette em discurso de eliminação; assista

Não tem jeito, ela é PAU! Juliette venceu o BBB21 e fez história nos reality shows, se consagrando como um verdadeiro fenômeno. Não à toa, ela foi lembrada com frequência em “A Fazenda 13”, inclusive na noite de eliminação desta quinta-feira (2). Ao conversar com as roceiras, Adriane Galisteu recordou a ex-BBB e exaltou sua trajetória.

Na roça, que era formada por três mulheres – Marina Ferrari, Dayane Mello e Solange Gomes -, a comandante do reality citou a canção “Triste, Louca ou Má”, de Francisco, el Hombre. “Meninas, triste, louca ou má? Quem de nós nunca foi encaixada em um desses rótulos, né? Aliás, tem até uma música que começa assim. Ela ficou famosa na boca de uma mulher que sabe exatamente o que vocês estão sentindo. Essa mulher é ninguém menos, ninguém mais que a Juliette“, disparou.

Uma vez ela falou: ‘Não se coloque no lugar que lhe dão, se coloque no lugar que você é’. Bem maravilhosa, essa frase. Ninguém melhor que ela para mostrar que não existe limite de onde a gente pode chegar“, continuou Galisteu, usando Juliette como exemplo de êxito.

Continua depois da Publicidade

Antes de anunciar a primeira pessoa salva, Adriane disse ainda: “Aqui ou lá fora, tenham sempre a certeza que cada uma de nós é única. Nós temos o direito e o dever de sermos únicas e livres. Inclusive, uma das maiores escritoras do mundo tem uma frase maravilhosa sobre isso. O nome dela é Simone de Beauvoir, e uma vez ela disse o seguinte: ‘Que nada nos defina, que nada nos sujeite, que nossa liberdade seja nossa própria substância“.

A roça de ontem, terminou com a eliminação de Dayane. A ex-Gran Fratello conquistou apenas 27% dos votos, que não foram suficientes contra os 40,26% de Marina e os 32,74% de Solange. No discurso endereçado à eliminada, Galisteu relembrou o episódio em que Mello cortou com uma faca o casaco de Rico Melquiades.

Continua depois da Publicidade

Uma jaqueta, um momento de explosão e, de repente, você viu muita gente se afastar de você. Foi maldade? Ou foi aquele fogo que vem de dentro, que faz a gente agir sem pensar nas consequências? Certo ou errado? Quem decide é o Brasil. Por quatro vezes, decidiram ao seu favor, e hoje você está aqui de novo, tentando descobrir até onde você pode chegar“, afirmou a apresentadora.

Dayane, que já havia voltado de quatro roças, não conseguiu a preferência do público dessa vez. “Foi uma experiência bem forte pra mim, porque o povo brasileiro é muito intenso. Muitos anos fora e eu vejo que sou mesmo brasileira, tá no sangue, não tem jeito. Não tem nada parecido em tudo que eu fiz na televisão“, disse a modelo, sobre sua trajetória. Ela não soube responder, entretanto, o que teria levado à sua eliminação. Veja o discurso na íntegra: