Fotojet (3)

BBB22: Eslovênia aponta possível motivo para eliminação de Laís Caldas: “Muito perigoso”; assista

A médica perdeu o paredão para Douglas Silva e Eliezer e alcançou e entrou para o ranking de maiores rejeições com 91,25% dos votos

Muitas perguntas, poucas respostas de fato… Os moradores restantes do quarto Lollipop já perceberam que a popularidade com o público do “BBB 22” não é boa, já que todos do grupo que foram para o paredão acabaram eliminados — com exceção de Eliezer. Depois da saída de Laís Caldas ontem (22), Eslovênia começou a pensar no que fez a amiga perder a votação e chegou a algumas conclusões.

Durante uma conversa com Arthur Aguiar e Lucas Bissoli, a sister refletiu sobre a situação da médica no jogo e admitiu achar que ela seria eliminada. O líder da semana deu seu opinião: “Quando o DG foi com ela, ficou uma incógnita para mim pelo outro Paredão dele que ele quase saiu com a Naiara. Mas se ela tivesse ido com o Gustavo, eu tinha certeza que ela sairia. Quando o Gustavo saiu [do paredão na prova Bate e Volta] e o DG ficou, eu continuei achando que ela sairia, mas achei que ia ser ‘pau a pau’”.

Eslovênia apontou o que pode ter sido um fator decisivo para Laís perder a chance de ganhar o grande prêmio do reality show. “Eu tinha medo porque eu realmente acho que ela se equivocou em algumas falas. Mesmo ela sendo coerente com o que ela sentia. O modo que expõe isso é muito perigoso, sabe?”, disse a miss.

Continua depois da Publicidade

“Mesmo ela sendo verdadeira e tendo coerência, acho que muitas coisas tinham embasamento… Mas como coloca isso pra fora diz muito. Pra mim, o último ‘Jogo da Discórdia’ foi um dos que ela mais falou bem, falar com clareza o que ela sentia. Sendo verdade ou não. Ela falou o que sentia. Independentemente do que fez ela sentir isso. Ela colocou o coração de verdade”, analisou Eslô.

Enquanto isso, aqui fora Laís Caldas tem enfrentado tudo o que aconteceu dentro do confinamento, inclusive as polêmicas. A médica, que saiu com 91,25% dos votos, assistiu à cena em que fez gestos interpretados pelo público como racistas. “Isso foi só brincadeira. Eu sou de fazer isso na minha casa, esses gestos, brincando. Nunca, jamais faria isso com a Natália. Nunca, nunca. Igual eu falei, é uma questão de interpretação“, defendeu-se. Confira essa história na íntegra, clicando aqui.