Globo Pantanal Jose Leoncio Marcos Palmeira 5tjmkhq Fixed Large

Pantanal: Personagem icônica de “Renascer” retorna para influenciar reviravolta na vida de José Leôncio

Na obra assinada por Benedito Ruy Barbosa, papel foi vivido pela atriz Fernanda Montenegro

A novela “Pantanal”, além de desfrutar de números grandiosos na audiência da TV Globo, se tornou um marco na dramaturgia por fazer uma verdadeira celebração ao legado construído pelo autor Benedito Ruy Barbosa, hoje com 91 anos de idade. De acordo com o Notícias da TV nesta quarta-feira (11), o remake da obra vai deixar os telespectadores ainda mais nostálgicos, agora por resgatar uma personagem marcante de outra trama do escritor, “Renascer”.

Bruno Luperi, neto de Ruy Barbosa e responsável pela nova versão de “Pantanal“, vai trazer de volta a cafetina Jacutinga, que originalmente foi interpretada por ninguém menos que Fernanda Montenegro. Agora, o papel será vivido pela atriz Glaucia Rodrigues e terá um impacto direto na vida do protagonista da história, José Leôncio (Marcos Palmeira).

A primeira vez da “nova” Jacutinga nas telas deve ir ao ar no dia 19 de maio. Ela será protetora de José Lucas de Nada (Irandhir Santos), filho do agropecuário com a prostituta Generosa (Giovana Cordeiro), com quem ele perdeu a virgindade lá atrás, nos primeiros episódios da novela. Logo, José Leôncio não faz a mínima ideia da existência de mais um herdeiro.

Fotojet (3)
Jacutinga foi vivida por Fernanda Montenegro, e agora Glaucia Rodrigues assumirá o papel em “Pantanal”, como grande protetora de José Lucas (Irandhir Santos). Foto: divulgação/TV Globo

Continua depois da Publicidade

As vidas de José Lucas e Jacutinga se cruzarão quando o boiadeiro sofrer um acidente e acabar nas mãos da cafetina, que cuidará dele até se recuperar. Ela dará dinheiro para o desconhecido e o incentivará a seguir sua jornada sem rumo e destino, que vai acabar na porta de José Lêoncio. A chegada do boiadeiro irá colocar a vida do núcleo principal da história de cabeça pra baixo, revelou a publicação.

Em “Renascer”, a cafetina também teve um papel importante na vida de outra personagem vivendo às margens da sociedade sem família. Quando Maria Santa (Patricia França) foi abandonada pelo próprio pai na porta do bordel, Jacutinga a acolheu.