25300861

Euphoria: HBO se pronuncia sobre acusações de “ambiente tóxico” nos bastidores da série

Figurantes e membros da produção relataram condições de trabalho abusivas nos sets de filmagem

Nesta sexta-feira (4), a HBO se pronunciou a respeito das acusações sobre um suposto ambiente tóxico que foi criado nos estúdios de gravação da série “Euphoria“. Membros da equipe e figurantes relataram os abusos ocorridos no trabalho, e o Daily Beast chegou a afirmar que um dos representantes do sindicato Screen Actors Guild-American Federation of Television and Radio Artists (SAG-AFTRA) visitou o set de filmagem para averiguar se as denúncias procediam.

No comunicado enviado ao The Hollywood Reporter, a HBO afirmou que o bem-estar de seus funcionários é uma “prioridade máxima” em qualquer setor de suas produções. “A produção estava em total conformidade com todas as diretrizes de segurança e protocolos da associação. Não é incomum que séries dramáticas tenham filmagens complexas, e os protocolos COVID acrescentaram uma camada adicional [de regras aos sets]”, escreveu em um trecho.

A empresa ainda afirmou seguir as orientações do SAG-AFTRA, e alegou não ter recebido qualquer tipo de questionamento formal do sindicato. “Mantemos uma linha aberta de comunicação com todas as associações [de profissionais], incluindo SAG-AFTRA”, declarou.

Zendaya Dominik Fike Euphoria 2
Membros da equipe revelaram detalhes de suposto ambiente tóxico em “Euphoria”. Foto: Reprodução/HBO

As denúncias

Relatos divulgados pelo Daily Beast dão conta de que vários membros da equipe e figurantes afirmaram terem vivido rotinas de trabalho extremamente intensas, sem conseguirem se alimentar direito e ir ao banheiro quando precisavam. “Parecia tóxico para mim porque acho que ninguém estava realmente feliz por estar lá”, avaliou um figurante que não teve a identidade revelada.

Outros profissionais declararam para a publicação que a diária de filmagem podia durar até 18 horas, às vezes começando no pôr-do-sol e terminando apenas ao amanhecer do dia. Embora o SAG-AFTRA exija que o elenco nas produções sejam alimentado a cada seis horas, alguns integrantes disseram que ficaram com fome enquanto esperavam no set. Um figurante alegou que ele e seus colegas “não eram tratados como pessoas”.

Continua depois da Publicidade

“Eu entendo que estou fazendo um trabalho de figuração. Não sou a pessoa mais importante lá, sei onde estou no pódio de prioridade. Mas chegou a um ponto em que eu estava tipo, ainda sou uma pessoa, ainda sou humana. Por favor, deixe-me ir ao banheiro, não me diga que não posso ir por 30 minutos ou me diga que não posso comer um lanche quando você não vai me alimentar e são 4 horas da manhã. Nós não existíamos como pessoas”, detalhou, acrescentando que vários figurantes teriam passado mal ao mesmo tempo por conta dos problemas com a produção da série.

02193140060394
Mídia tem especulado suposto boicote à Barbie Ferreira por conta de desentendimentos com Sam Levinson. Foto: Reprodução/HBO Max

As novas acusações colocam mais uma polêmica na conta da equipe de “Euphoria”. Recentemente, a mídia internacional relatou desentendimentos sérios entre a atriz Barbie Ferreira, a Kat da história, com o showrunner e escritor do programa, Sam Levinson. Um informante chegou a afirmar que ela saiu dos estúdios duas vezes após as discussões. Essa especulação ganhou ainda mais força por conta da aparição “tímida” da personagem na segunda temporada da produção, principalmente em comparação ao primeiro ano.

Continua depois da Publicidade

Em entrevista para a Vanity Fair, a atriz Minka Kelly, de 41 anos, admitiu que Sam Levinson tinha escrito uma cena de nudez para ela logo no primeiro dia de gravação. No entanto, o diretor aceitou bem sua negativa ao pedido. “Ele achou que seria mais interessante se meu vestido caísse no chão […] Era meu primeiro dia na série, e eu simplesmente não me senti confortável em ficar ali nua. Eu disse que adoraria gravar, mas que poderia ficar com meu vestido. Ele disse ‘Ok!’, nem hesitou. E gravou uma cena linda”, revelou.

Fljp7eqxsac2rdf
Minka interpretou Samantha na segunda temporada de “Euphoria”. Foto: Reprodução

Ao The Cut, Sydney Sweeney também revelou uma situação semelhante quando pediu ao showrunner para cortar sequências em que aparecia com os seios à mostra. “Há momentos [na 2ª temporada] em que Cassie deveria estar sem camisa e eu dizia a Sam: ‘Eu realmente não acho que isso seja necessário aqui’. Ele disse: ‘OK, não precisamos disso’. Eu nunca senti que Sam me empurrou ou estava tentando colocar uma cena de nudez em um programa da HBO. Quando eu não queria fazer isso, ele não me obrigou”, contou.