Simone e Simaria

Simone e Simaria se emocionam com relato da mãe no “Domingão”: “Foi muito difícil”; assista

Além de cantar e falar sobre a briga que tiveram recentemente, as irmãs relembraram a morte do pai

Difícil segurar as lágrimas… Neste domingo (15), Simone e Simaria foram as convidadas do “Domingão com Huck” e, além de cantar sucessos de “Bar das Coleguinhas 2”, as irmãs se emocionaram ao receber a mãe, Mara Mendes, no palco do programa. Juntas, elas relembraram a infância difícil em um garimpo no Rio Grande do Norte e a morte precoce do pai.

No início do mês, a dupla sertaneja caiu na boca do povo após protagonizar uma discussão numa gravação do Programa do Ratinho. Como ontem foi o “dia da família”, Luciano Huck trouxe a matriarca para o palco somente para questionar se briga era algo comum entre as irmãs, mas acabou entrando em um assunto mais delicado.

Simone e Simaria anunciaram doze shows com o projeto “Bar das Coleguinhas 2”. (Foto: Reprodução/Instagram)

“Vocês brigavam quando criança?”, questionou Huck, recebendo uma resposta positiva de Simone. Foi quando ele descobriu que dona Mara estava na plateia e resolveu saber a história direto da “fonte”. “Poucos sabem da dificuldade que foi pra elas chegarem até aqui, o quanto essa mãe ralou para conseguir criar esses três filhos. Já fez de tudo, foi até pra garimpo”, disse Huck.

Segundo Mara, o marido não achava nada e ela precisou correr atrás de sustento para os filhos. “Ficou difícil. No garimpo não tem muito o que fazer, no meio da mata. Eu falei: ‘O que eu encontrar eu vou fazer, porque passar fome os meus filhos não vão’. Eu pedia roupa pra lavar, perfume pra vender, roupa pra vender… Parecia uma cigana velha, mas me virei”, contou.

Simaria lembrou a morte do pai, o que dificultou ainda mais a situação da família: “Ele faleceu em casa, a gente morava em um barraco de tábuas. Meu pai era aquele cara muito alegre. Maravilhoso. Nesse dia, ela (mãe) chamou e ele não vinha. Acho que ele teve um ataque do coração. Morreu com 44 [anos]”.

Viúva, dona Mara precisou fazer sacrifícios para criar os filhos, e levou a dupla às lágrimas. “Foi muito difícil, meu mundo desabou. Pegamos uma carona e fomos embora pra Bahia. Fiquei três anos sem ver meus filhos, deixei eles com a minha mãe e fui pra São Paulo trabalhar pra buscar meus filhos depois. Fiz de tudo aqui. Depois de três anos, minha mãe veio trazer eles. Mas Deus foi tão maravilhoso que apenas um mês depois, ela (Simaria) começou a cantar com o Frank Aguiar”, disse. Assista:

Continua depois da Publicidade

Após ouvir a história emocionante, Luciano afirmou que, em outra ocasião, as convidará de novo para o programa somente para saber os detalhes. No entanto, ele queria mesmo era descobrir sobre as brigas. “Essas meninas brigaram muito ao longo da vida?”, perguntou. “Irmão sempre briga, né?! Não tem como não brigar. Hoje é bem menos! Mas brigam por causa de besteira”, afirmou Mara.

Na última terça-feira (10), Simone e Simaria Já haviam esclarecido a “treta” entre elas. Em coletiva de imprensa, Simone se pronunciou e destacou que além de parceiras de palco, elas são irmãs e passíveis de erros e acertos. “Nós somos duas irmãs e nos amamos acima de qualquer coisa. Naquele momento, tinha algo que precisava resolver e foi resolvido no microfone. Coisa que a gente nunca faz. A gente sempre resolve no camarim e em casa”, explicou.

“A gente conversou, pediu desculpas uma para a outra. A gente sabe quando a gente erra. Acima de tudo, existem dois seres humanos que se amam. Não é fofoquinha e coisa besta que vai derrubar a gente”, acrescentou a artista.

279512379 573913270526948 6826786647178410099 N
Simone e Simaria se desentenderam durante participação em programa do SBT. (Foto: Reprodução/Instagram)

Simaria também abordou os rumores de que o fim da dupla com a irmã estaria próximo. “A gente conversa muito e se um dia a gente terminar essa história vamos terminar com classe e elegância, mas quando esse momento chegar e se chegar. Às vezes, o excesso de cuidado faz a gente titubear. A gente é pessoa normal, não tem diferença. Maior de tudo é o amor que a gente sente pela outra. Nosso ciclo ainda não terminou”, concluiu.