Altobeli Silva Desabafo Funk

Treta olímpica! Atleta brasileiro perde a paciência e se revolta com “barulheira” e funk alto na hora de dormir em Tóquio: “Tremendo de raiva”; assista!

Nervos à flor da pele no Japão… Neste sábado (24), o atleta brasileiro Altobeli da Silva perdeu a paciência e fez um desabafo revoltado nas redes sociais. O corredor, que disputará a prova de 3.000m com obstáculos nas Olimpíadas de Tóquio, reclamou da barulheira que o impediu de dormir. O atleta disse ter ficado “tremendo de raiva” por conta do som alto de funk onde estavam hospedados.

Alguns competidores do atletismo ainda não foram para a Vila Olímpica, por isso, a delegação está numa base que hospeda apenas atletas do Comitê Olímpico Brasileiro, em Saitama. Ainda assim, foi difícil pegar no sono… Altobeli fez uma série críticas através dos Stories no Instagram na manhã de hoje (por volta das 22h30 no horário de Tóquio), nos quais deixou claro seu incômodo com a algazarra do outro lado do corredor.

Continua depois da Publicidade

“Estou com um estresse aqui, galera. Chego a estar tremendo de tanta raiva, de tanto nervoso aqui no Japão. Estou cansado, aí eu ouço uma barulheira aqui na porta do quarto, som de funk de atletas que treinam meio período. Eu treino pra c*cete, treino dois, pegado. Tem atletas que vêm fazer só participação aqui nos Jogos Olímpicos, não veio nem com propósito, com objetivo”, disparou o atual campeão de sua modalidade no pan-americano.

Altobeli Silva Desabafo
Altobeli Silva fez um desabafo e disse que perdeu a paciência com a algazarra na base do atletismo no Japão. (Fotos: Reprodução/Instagram)

O atleta até insinuou que muitos estariam ali apenas por estar. “Eu vim com propósito, com objetivo, por isso que estou no meu quarto, dormindo, descansando, respeitando a privacidade de cada um. Cara, é complicado, é nessas horas que você vê quem é quem! É nessas horas que você vê quem vai ser de verdade e quem vai ser só um na multidão”, alfinetou Altobeli.

Continua depois da Publicidade

“Inclusive, escutei a voz de um atleta que eu achava que era mais disciplinado pelos resultados que tem, mas não”, continuou ele. Na sequência, o corredor mostrou-se desencorajado pelo comportamento dos colegas. “Ah, eu percebo que o Brasil é barca furada nessas horas. Tenho que falar isso aqui na rede social. Nem fui jantar para priorizar o meu descanso. Todo mundo é adulto, não precisa chamar a atenção. Fica aí achando que é estrela? Tem que descer do salto alto”, completou ele.

O representante do Brasil reforçou que estava muito estressado com aquilo. “Pra eu chegar nesse ponto de falar, é porque estorou minha paciencia”, disse Silva, mencionando que foi acordado pelo barulho: “Tomou tanta proporção, que se eu saísse lá, eu não seria educado”.

Continua depois da Publicidade

De acordo com Altobeli, outras pessoas já tinham reclamado e pedido para abaixarem o volume, mas a resposta não foi das melhores… “É, nós não vai (sic) desligar não… Tem que escutar lá debaixo mesmo!”, disse ele, imitando o que os outros atletas teriam dito. “Era uma pessoa que eu tinha até admiração e perdi”, concluiu o competidor, sem revelar nomes, apenas marcando a Confederação Brasileira de Atletismo e o presidente da instituição nos seus posts. Assista ao vídeo abaixo:

É só na sexta-feira da semana que vem, no dia 30, que se iniciam as provas do atletismo nos Jogos Olímpicos. O campeão do Pan-Americano disputará sua segunda Olimpíadas. Em 2016, ele correu a final dos 3.000m com barreiras nos Jogos do Rio, e terminou a competição na nona posição. Torcemos pra que o sono em dia e esses anos de treino contribuam na performance do atleta, né?