Dou

Após demissão, Maurício Souza manda indireta para Douglas Souza ao comemorar número de seguidores: “Não precisei ficar desfilando”; assista

Após ser desligado do time de vôlei Minas Tênis Clube na última quarta-feira (27), Maurício Souza apareceu em seus stories nesta quinta-feira (28) para agradecer o apoio dos seguidores. Nos vídeos postados no perfil do atleta, ele se gabou do seu número crescente de followers na rede social e ainda mandou uma indireta muito clara a outro jogador de vôlei, Douglas Souza.

Tô passando pra agradecer todo o apoio e carinho que vocês estão me dando. Está sendo muito importante. Eu tinha 200 mil seguidores e agora tenho 700 mil. E, graças a Deus, eu não precisei ficar sambando em cima de cama, nem ficar desfilando na quadra para ganhar respeito e admiração de vocês“, disparou Maurício. Hoje, entretanto, o perfil dele já bateu a marca de 1 milhão de seguidores.

Ainda que não tenha citado nomes, a provocação do atleta foi claramente direcionada a Douglas, uma vez que o último ficou bastante famoso durante as Olimpíadas de Tóquio, que aconteceram em 2021, por fazer vídeos divertidos e cheios de carisma, desfilando nas quadras de vôlei e testando as camas do hotel, pulando em cima delas. Durante a polêmica dos posts homofóbicos e transfóbicos de Maurício, Douglas, abertamente homossexual, criticou as atitudes do colega de profissão.

Continua depois da Publicidade

No feed, Maurício ainda defendeu seu antigo clube, dizendo que, se dependesse da diretoria, ele continuaria jogando lá. “A culpa disso tudo foi da turma da lacração fazendo pressão em cima dos patrocinadores e acarretou deles ameaçaram o Minas de tirar o patrocínio, tanto no feminino quanto no masculino… Eles fizeram o máximo pra me segurar na equipe, foram homens de verdade“, afirmou.

Entenda o caso

O jogador de vôlei Maurício Souza, conhecido por manifestar publicamente seu apoio ao governo de Jair Bolsonaro, compartilhou nas últimas semanas posts nas redes sociais com discursos homofóbicos e transfóbicos, o que causou revolta nos torcedores. Desde então, o público e duas grandes empresas patrocinadoras, Fiat e Gerdau, cobravam um posicionamento do Minas Tênis Clube à altura do comportamento do esportista. Após muita pressão, o clube decidiu afastá-lo por tempo indeterminado e, posteriormente, na quarta-feira (27), o demitiu. Em um primeiro momento, Maurício fez uma tentativa de retratação no Twitter, rede em que tinha apenas 59 seguidores na ocasião. Mais tarde, no entanto, ele publicou um vídeo no Instagram em que voltava atrás e deixava claro seu pensamento sobre o assunto. Confira todos os detalhes, clicando aqui.