Zoecapa

Atriz de ‘NCIS’ é acusada pelo ex-marido de sequestrar o filho do casal nos Estados Unidos; caso tem histórico de abuso

Conhecida por seu papel na série policial “NCIS”, a atriz Zoe McLellan está sendo alvo de uma polêmica. Segundo reportagem do TMZ, publicada neste domingo (11), ela responde a um mandato por sequestro após desaparecer junto de seu filho Sebastian, que atualmente, tem 8 anos. Quem fez a denúncia, foi o ex-marido dela, Jean Pierre Gillain.

O executivo afirmou que Zoe raptou a criança em abril de 2019, e desde então, ele nunca mais recebeu notícias do filho. A atriz está sendo acusada na justiça de sequestro, privação de custódia e “roubo” de menor.  A briga do ex-casal é antiga e começou em 2017. Os dois lutavam na Justiça pela guarda de Sebastian desde aquela época, quando ele tinha apenas 4 anos. Gillain afirmou que a criança estava acompanhando a mãe nas gravações da série “Designated Survivor” em Toronto, Canadá, sem ter a permissão dele para fazer essa viagem.

Continua depois da Publicidade

Bones 2 6
Zoe McLellan ficou famosa por sua participação na série NCIS (Foto: Divulgação/CBS)

Em nota enviada ao site, os advogados de Gillain acrescentaram que Sebastian ainda está com Zoe, mas que desconhecem o local. Os advogados da estrela não se pronunciaram sobre o caso. O mandado de busca da criança foi emitido em maio deste ano. Mas, em dezembro de 2020, J.P. postou em seu Instagram uma montagem de “procurada”, apelando para encontrarem seu filho e a ex-mulher. “Por favor, compartilhem e alcancem todos que você conheça sobre onde está essa pessoa! Ela raptou meu filho”, escreveu o empresário.

Esse não é o primeiro problema judicial entre Gillian e McLellan, casados de 2012 a 2016. Em janeiro de 2020, o executivo foi preso após acusações de estupro do próprio filho entre 2014 e 2016, mas foi solto pouco tempo depois. “Não tem um roteiro que eu tenha lido mais horrível do que esse. Entretanto, eu sempre digo para Sebastian que somos guerreiros e estamos lutando. E que iremos conseguir mantê-lo seguro”, revelou Zoe na época, em ligação obtida pelo site WDSU.

Zoe, inclusive, criou uma ONG chamada “Believe The Child” (Acredita na criança, em tradução livre), que tem como objetivo ajudar famílias a arcar com advogados e terapia para jovens que foram abusados na infância.