Charlize Theron e Tom Hardy admitem conflitos nos bastidores de “Mad Max: Estrada da Fúria”, e relembram drama: “Tudo era sobre sobrevivência”

Charlize Theron e Tom Hardy formaram uma dupla indestrutível em “Mad Max: Estrada da Fúria”. O filme — aclamado pelo público e pela  crítica especializada — ganhou seis das dez indicações ao Oscar. Apesar do sucesso, os bastidores foram repletos de tensão entre os protagonistas do longa.

Em relato ao The New York Times, Charlize e Tom abriram o jogo sobre seus conflitos no set de filmagem, causados principalmente pelos desafios e atrasos da produção. “Olhando para trás, eu não tive empatia suficiente para realmente, verdadeiramente entender como ele deve ter sentido ao ocupar o papel de Mel Gibson”, refletiu Charlize. E acrescentou: “[A responsabilidade] é assustadora!”. 

Ela continuou a explicar a época conturbada. “Eu acho que, por conta do meu próprio medo, nós estávamos colocando barreiras para nos proteger ao invés de dizer um para o outro: ‘Isso é assustador para mim também. Vamos ser legais um com o outro’. De um modo estranho, nós estávamos funcionando como nossos personagens: Tudo era sobre sobrevivência”, revelou. Charlize também admitiu que “a maior coisa que estava impulsionando a produção inteira, era medo”.

“Eu estava incrivelmente assustada, porque eu nunca tinha feito nada como aquilo. Eu acho que a coisa mais difícil entre eu e George [Miller, o diretor] é que ele tinha o filme em sua cabeça, e eu estava tão desesperada para entendê-lo”, confessou.

Charlize Theron e Tom Hardy em cena de “Mad Max: Estrada da Fúria”. (Foto: Divulgação)

O ator, por sua vez, revelou que entrou em conflito com Charlize por conta da quantidade enorme de pressão que carregava na época. “Eu acho que, em retrospecto, eu estava sobrecarregado de vários modos”, observou. “A pressão em nós dois era esmagadora às vezes. O que ela precisava de mim era um parceiro melhor, talvez com mais experiência. Isso é algo que não pode ser fingido. Eu gostaria de pensar que agora que eu sou mais velho e mais feio, eu poderia cumprir meu papel”, Tom afirmou.

“Por conta de quantos detalhes nós precisávamos processar e quão pouco controle nós tínhamos em cada nova situação, e quão rápido as filmagens eram — pequenos trechos de momentos da história eram necessários para fazer o corte final funcionar — nós nos movíamos rápido, e às vezes era demais. Precisávamos confiar que, na grande escala das coisas, tudo estava funcionado”, o astro finalizou.

Em “Mad Max: Estrada da Fúria”, um guerreiro das estradas chamado Max é capturado pelo líder Immortan Joe, e se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa na tentativa de salvar um grupo de garotas. Também tentando fugir, Max aceita ajudar Furiosa em sua luta contra Joe, e se vê dividido entre mais uma vez seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo. Relembre o filme: