Maisa desabafa sobre racismo sofrido pelo pai durante pandemia: ‘Pouco importam essas vidas pra eles’

Neste domingo (19), Maisa Silva fez um desabafo no Twitter sobre um episódio de racismo sofrido pelo pai, Celso Andrade, no mesmo dia. “E meu pai que escutou de uma mulher hoje que tudo bem sair de casa, que as pessoas estão se apavorando à toa, porque só morre ‘negro e latino’ [nessa pandemia de Covid-19], porque eles não têm convênio médico. Meu pai é preto“, relatou a atriz e apresentadora.

Então vocês já sabem por que não estão dando importância pro isolamento [social]… porque pouco importam essas vidas pra eles“, apontou Maisa. Questionada por um seguidor sobre como ficava ao ouvir comentários como esse, ela lamentou: “Me sinto mal, péssima, horrível, triste“.

Continua depois da Publicidade

Segundo a jovem, o assunto é algo que sempre trata com os pais. “Conversamos, principalmente, porque eu cresci em uma família que é muito misturada. Mas isso me deu uma ‘noção’ maior, eu acho, tanto do meu privilégio quanto em tentar fazer minha parte para que essas ações não se repitam“, pontuou.

Em dezembro do ano passado, na mesma rede social, a apresentadora do SBT já havia falado sobre o racismo enfrentado pelo pai. Na ocasião, Maisa apontou que era nítido como as pessoas o tratavam diferente. “Eu percebo a diferença do tratamento que as pessoas têm com o meu pai do que comigo e com minha mãe… Ele sempre é o segurança, motorista, etc…“, declarou a estrela, acrescentando que ela nunca sofreu preconceito racial.

Continua depois da Publicidade

Sempre me considerei branca. Inclusive da família do meu pai só tem eu e mais um primo de brancos. É osso o racismo, já passamos por muita coisa desde que nos mudamos para um bairro ‘nobre’. E você vê que não é a roupa, não é como a pessoa fala, eles vão pela cor de pele mesmo“, desabafou.