Fotojet (3)

Anitta chega de moto, leva favela pro palco e o funk pro mundo em show HISTÓRICO no “Coachella”, cheio de hits e participações; vem ver tudo!

Aguardada apresentação da brasileira se repetirá na próxima semana, no dia 22 de abril

De Honório Gurgel para o mundo! Nesta sexta-feira (15), Anitta cravou mais um grande feito em sua carreira ao se tornar a primeira brasileira que se apresentou no palco principal do Coachella, um dos festivais mais famosos do mundo. O show, realizado na Califórnia, Estados Unidos, reuniu grandes hits da carreira internacional da estrela, mas se destacou especialmente pela forma como ela levou a cultura do nosso país para o público do evento.

Anitta se manteve fiel ao que já tinha feito em outras performances marcantes que realizou ao longo dos anos, e fez questão de montar um cenário que trouxesse várias referências brasileiras. O primeiro – e mais grandioso – deles reproduzia as favelas cariocas, que junto ao vídeo de introdução do show, mostrou um Rio de Janeiro que como diz uma das músicas mais recentes da artista, é “a cidade de onde ela veio, não a que os gringos conhecem”.

E para abrir alas em sua chegada triunfal na garupa de uma moto “a la ‘Vai, Malandra'”, a cantora convidou ninguém menos que Snopp Dogg. O rapper reprisou uma parte do seu icônico clipe “Beautiful”, gravado no Brasil, e ainda ficou no palco para cantar sua parte da faixa “Onda Diferente”. Daí em diante, Anitta assumiu completamente o comando do show e foi uma sucessão de hits em português, inglês e espanhol. Ainda no primeiro bloco, Saweetie também marcou presença no evento para dividir os vocais com Anitta em “Faking Love”.

Continua depois da Publicidade

O Brasil se fez presente em diversos momentos, na percussão, na coreografia com capoeiristas, e até mesmo a presença dos bate-bolas, tradição do subúrbio carioca. Posteriormente, a identidade de alguns deles foi revelada, e entre eles estava uma das grandes amigas de Anitta, a apresentadora Gabriela Prioli.

E por falar em caracterização, a poderosa fez três trocas de looks, e chamou a atenção da web por conta do primeiro, em que usava as cores da bandeira do Brasil. No Twitter, ela se manifestou a respeito, referindo-se às manifestações antidemocráticas recentes em que a bandeira era símbolo das pessoas para defender, por exemplo, a volta da ditadura militar. “A bandeira do Brasil e as cores da bandeira do Brasil pertencem aos BRASILEIROS. Representam o BRASIL em GERAL. NINGUÉM pode se apropriar do significado das cores da bandeira do nosso país. Fim”, publicou.

A cenografia assinada pelo arquiteto Joe Rohde, o mesmo responsável pelo Animal Kingdom da Disney World, ainda trouxe grafites e uma releitura dos “paredões” com caixas de som da Furacão 2000, onde tudo começou na história de Anitta. Esse último ato, inclusive, trouxe a presença do DJ Diplo, que ajudou a artista a transformar o Coachella em um grande baile funk. E nem mesmo os gringos resistiram às batidas cariocas. Não faltou nem a hipnotizante “Movimento da Sanfoninha”, porque vocês não pensaram mesmo que ela não ia rebolar a bunda nos Estados Unidos, né?! Maravilhosa apenas!

Confira a setlist do show!

Ato 1:
“Onda diferente” feat Snoop Dogg
“Me gusta”
“Faking Love” feat Saweetie
“Sua cara”
“Sin miedo/Machika”

Continua depois da Publicidade

Ato 2:

“Envolver”
“Downtown”
“Garota de Ipanema (Antônio Carlos Jobim cover)”
“Girl from Rio”
“Boys Don’t Cry”

Ato 3 – Feat Diplo:

“Rave de favela (Mc Lan cover)”
“Vai malandra”
“Movimento da sanfoninha”
“Bola Rebola”

Assista aos vídeos da apresentação:

“Onda diferente” feat Snoop Dogg

“Me gusta”

“Faking Love” feat Saweetie

“Sua cara”

Continua depois da Publicidade

“Sin miedo/Machika”

“Envolver”

“Downtown”

“Garota de Ipanema (Antônio Carlos Jobim cover)”

“Girl from Rio”

“Boys Don’t Cry”

Continua depois da Publicidade

“Rave de favela (Mc Lan cover)”

“Vai malandra”

“Movimento da sanfoninha”

Continua depois da Publicidade

“Bola Rebola”

Show na íntegra: