Em entrevista, Beyoncé divulga cenas inéditas de ‘Black Is King’, seu novo álbum visual e dá detalhes do projeto: ‘Tudo começou no meu quintal’ – Assista

Ele está chegando! “Black Is King”, novo álbum audiovisual de Beyoncé, estreia amanhã (31) na plataforma de streaming Disney+. Para aquecer, Bey deu uma entrevista exclusiva ao “Good Morning America” nesta quinta (30), contando detalhes do processo criativo e da realização do projeto, que demorou um ano. O filme foi produzido, dirigido e roteirizado pela própria artista.

“Eu trabalhei com um diverso grupo de diretores, atores e criadores muito talentosos de todo o mundo para repensar a historia de ‘Rei Leão’, a narrativa se desdobra através de videoclipes, moda, dança, lindos cenários naturais e novos talentos. Mas tudo começou no meu quintal”, disse Queen B.

A cantora pontuou também que as filmagens vão representar várias partes do mundo. “Da minha casa, à Joanesburgo, Gana, Londres, Bélgica, Grand Canyon. Foi realmente uma jornada para trazer esse filme à vida e eu espero que ele mude a percepção global da palavra ‘negro’ que sempre significou inspiração, amor, força e beleza para mim. ‘Black is King’ significa que negro é realeza, rico em história, proposito e linhagem”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Durante o vídeo, podemos ver algumas imagens inéditas do novo trabalho… e está a coisa mais linda! Muitas paisagens incríveis, figurinos maravilhosos e cenas de arrepiar.

Confira a entrevista de Beyoncé:

O filme inédito é inspirado nas músicas do álbum “The Lion King: The Gift”, lançado no ano passado, e é um tributo às jornadas das famílias pretas ao longo do tempo. “Black Is King” acompanha a história de um jovem rei em uma “jornada transcendente através da traição, do amor e da sua identidade própria”. Com a ajuda de seus ancestrais, dos ensinamentos de seu pai e conselhos do amor de sua infância, ele consegue reivindicar seu lar e seu trono.

Em outras palavras, o álbum visual reimagina as lições de “O Rei Leão” “para os jovens reis e rainhas de hoje em dia que estão em busca de suas coroas”. Lindo, né? A produção ainda conta com as participações especiais de Jay-Z, Childish Gambino, Kendrick Lamar, Pharrell Williams, a pequena Blue Ivy Carter e muito mais. Na prévia liberada hoje, já podemos ter um gostinho com as aparições de Lupita Nyong’o, Naomi Campbell, Tina Knowles-Lawson e Kelly Rowland.

Continua depois da Publicidade

Em seu Instagram, Bey explicou que a intenção original era que ele fosse lançado junto com a trilha-sonora do filme, mas que seu propósito mudou com o passar do tempo. “Os eventos de 2020 fizeram a visão e mensagem do filme ainda mais relevante, enquanto as pessoas ao redor do mundo embarcam em uma jornada histórica. Todos nós estamos em busca de segurança e luz. Muitos de nós queremos mudança. Eu acredito que, quando as pessoas negras contam suas próprias histórias, nós podemos mudar o eixo do mundo e contar nossa história REAL de riqueza de geração e de alma que não é contada nos livros de história”, explicou ela.

“Com esse álbum visual, eu queria apresentar os elementos da história negra e da tradição africana com um quê moderno e uma mensagem universal e o que verdadeiramente significa encontrar sua própria identidade e construir um legado”, acrescentou a diva, falando sobre sua paixão pelo resultado. “Eu apenas espero que, após assistir, você saia inspirado para continuar construindo seu legado que impacta o mundo de um modo imensurável. Eu rezo para que todos consigam ver a beleza e a resiliência do nosso povo. Essa é a história de como as pessoas que mais estão partidas têm dons extraordinários”, desejou a artista.

Filmada ao redor dos continentes, a produção passou por Nova York, Los Angeles, África do Sul, África Ocidental, Londres e Bélgica, e inclui vídeos completos para as músicas “Already,” “Brown Skin Girl,” “Mood 4 Eva” e “My Power”, como podemos ouvir no trailer:

Um pôster do filme também foi liberado. Confira:

Continua depois da Publicidade

Uau! É de arrepiar, hein? A Parkwood Entertainment ainda anunciou um acordo de distribuição para que o filme seja disponibilizado na maior parte continente africano, incluindo África do Sul, Ghana, Nigéria, Etiópia, Namíbia, Camarão, Libéria, Senegal, Togo, Congo, Quênia, Costa do Marfim, Malawi, Cabo Verde e vários outros países através das plataformas MultiChoice Group’s M-Net e Canal+ Afrique.

“Black Is King” será lançado no Disney+ amanhã, 31 de julho, exatamente duas semanas após o aniversário de um ano da estreia do live-action de “O Rei Leão”, dublado por Beyoncé. Assim como nos álbuns visuais “Beyoncé” e “Lemonade”, mais uma vez a diva promete entregar muito talento e histórias impactantes. Mal podemos esperar!