Oscar 2022

Oscar 2022: Vitória e climão de Will Smith, “Duna” e “No Ritmo da Coração” se destacam — assista e confira os vencedores!

A premiação foi marcada pela vitória de Will Smith e ainda pelo climão entre ele e Chris Rock. “No Ritmo do Coração” e “Duna” foram os maiores destaques da noite.

Hollywood celebrou a noite mais importante do cinema neste domingo (27), na 94ª edição do Oscar. Duna saiu na frente como o maior vencedor da temporada, levando seis prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Mas a cerimônia também foi marcada por momentos especiais e surpreendentes, como as vitórias históricas de Will Smith, Ariana DeBose e Troy Kutsur

A nova adaptação cinematográfica de “Duna” levou a melhor no campo técnico, garantindo os prêmios de “Melhor Fotografia”, “Melhor Montagem”, “Melhor Direção de Arte”,”Melhores Efeitos Visuais”, “Melhor Som” e “Melhor Trilha Sonora”. Mas foi “No Ritmo do Coração”, produção da Apple TV+, que sagrou-se “Melhor Filme”. No total, o longa ganhou três estatuetas – além do maior prêmio da noite, também foram garantidas as categorias de “Melhor Roteiro Adaptado” e “Melhor Ator Coadjuvante”.

Continua depois da Publicidade

Will Smith conquistou seu primeiro Oscar como “Melhor Ator” após sua performance em “King Richard – Criando Campeãs”. No entanto, a comemoração foi bastante agridoce para o astro, visto que minutos antes ele teve um desentendimento no palco com Chris Rock. Não à toa, Smith ficou em prantos ao receber a estatueta. “Estou sendo chamado na minha vida para amar e proteger as pessoas, para ser um rio para as minhas pessoas. Eu sei que para fazer o que fazemos você tem que conseguir aturar o abuso. Você tem que aturar pessoas falando loucuras sobre você. Nesse ramo, você tem que aturar pessoas te desrespeitando. E você tem que sorrir, você tem que fingir que está tudo bem”, disse ele, batendo na tecla de manter a proteção da família acima de tudo, assim como fez seu personagem.

Ariana DeBose fez história e tornou-se a primeira mulher não-branca e assumidamente LGBTQIA+ a levar o Oscar, com o prêmio de “Melhor Atriz Coadjuvante” por “Amor, Sublime Amor”. “Você estão vendo uma mulher queer afro-latina que encontrou força na arte. É por isso que estamos aqui, para celebrar! Então se alguma vez alguém questionou sua identidade, eu prometo: existe sim um lugar para nós!”, disse ela em seu discurso.

Continua depois da Publicidade

Troy Kutsur, por sua vez, consagrou-se como o primeiro ator surdo na história a ganhar um Oscar. Ele venceu na categoria “Melhor Ator Coadjuvante”, graças ao papel no filme “No Ritmo do Coração”, e fez um discurso muito especial na língua americana de sinais: “Queria dizer que esse prêmio é dedicado à comunidade surda, aos filhos de adultos surdos, e à comunidade de pessoas com deficiência. Esse é o nosso momento. À minha mãe, ao meu pai, e ao meu irmão Mark. Eles não estão mais aqui hoje, mas olhem pra mim agora, eu consegui!”.

Além deles, Jane Campion venceu o prêmio de “Melhor Direção” por seu trabalho em “Ataque dos Cães”. Na história do Oscar, ela foi a primeira mulher a ser indicada duas vezes na categoria – a primeira foi em 1994, com o longa “O Piano”.

94th Annual Academy Awards Show
Jane Campion venceu o prêmio de “Melhor Direção”. (Foto: Getty)

Briga de Will Smith x Chris Rock

Uma cena inusitada entre Will Smith e Chris Rock causou um enorme climão – e dúvida – entre os presentes e o público da premiação. Em determinado momento, o humorista fez ‘piada’ com Jada Pinkett-Smith, dizendo que estava ansioso para assistir a uma sequência do filme “Até o Limite da Honra” – produção na qual Demi Moore raspa totalmente os cabelos. Atualmente, Jada também está careca, em decorrência de uma doença autoimune.

Assim que Chris soltou sua “brincadeira”, parte do público demonstrou não gostar das falas. Até que, instantes depois, Will subiu ao palco e deu um tapão nele. “Tira a p*rra do nome da minha esposa da sua boca”, gritou Smith ao voltar para seu assento. “Uau! Essa foi uma das maiores noites da história da TV”, respondeu Chris. Assista:

Continua depois da Publicidade

Performances

Uma noite com um show de Beyoncé não poderia ser menos que especial… Após um hiato de cinco anos sem se apresentar em premiações, Queen B soltou seus vocais poderosos em uma performance emocionante de “Be Alive” – música-tema do filme “King Richard: Criando Campeãs”. A estrela foi para uma quadra de tênis, acompanhada de um belíssimo balé e uma banda, honrando o legado de Serena e Venus Williams. Conceitual e lindo!

Sebastián Yatra trouxe a emoção e a natureza do longa “Encanto” para a cerimônia. Ele apresentou a romântica faixa “Dos Oruguitas” – com direito à dança de um casal com trajes típicos colombianos. Mesmo sem estar indicado na premiação, o mega hit “We Don’t Talk About Bruno” também foi interpretado ao vivo pela primeira vez. Megan Thee Stallion, Becky G e Luis Fonsi surgiram de surpresa e se uniram ao elenco da animação para fazer justiça ao hino latino, numa empolgante performance.

Nessa miscelânea de gêneros e estilos, a cantora Reba McEntire não ficou de fora, levando o country ao Oscar com “Someday You Do”, música do filme “Quatro Dias com Ela”. Para fechar com chave de ouro, Billie Eilish também representou ao cantar “No Time To Die”, da trilha de “007: Sem Tempo Para Morrer”. A jovem foi acompanhada do irmão Finneas e de uma orquestra, em um show de luzes e vocais afiados. A música, por fim, foi a grande campeã da categoria de “Melhor Canção Original” – desbancando todos os outros que também se apresentaram.

Confira a lista dos vencedores:

Melhor Filme
Amor, Sublime Amor
Ataque dos Cães
O Beco do Pesadelo
Belfast
Drive My Car
Duna
King Richard: Criando Campeãs
Licorice Pizza
Não Olhe para Cima
No Ritmo do Coração – VENCEU

Melhor Direção
Paul Thomas Anderson – “Licorice Pizza”
Kenneth Branagh – “Belfast”
Jane Campion – “Ataque dos Cães” – VENCEU
Ryusuke Hamaguchi – “Drive My Car”
Steven Spielberg – “Amor, Sublime Amor”

Melhor Atriz
Jessica Chastain – “Os Olhos de Tammy Faye” – VENCEU
Olivia Colman – “A Filha Perdida”
Penélope Cruz – “Mães Paralelas”
Nicole Kidman – “Apresentando os Ricardos”
Kristen Stewart – “Spencer”

Melhor Ator
Javier Barden – “Apresentando os Ricardos”
Benedict Cumberbatch – “Ataque dos Cães”
Andrew Garfield – “Tick Tick… Boom!”
Will Smith – “King Richard: Criando Campeãs” – VENCEU
Denzel Washington – “A Tragédia de Macbeth”

Continua depois da Publicidade

Melhor Atriz Coadjuvante
Jessie Buckley – “A Filha Perdida”
Ariana DeBose – “Amor, Sublime Amor” – VENCEU
Judi Dench – “Belfast”
Kirsten Dunst – “Ataque dos Cães”
Aunjanue Ellis – “King Richard: Criando Campeãs”

Melhor Ator Coadjuvante
Ciarán Hinds – “Belfast”
Troy Kotsur “No Ritmo do Coração” – VENCEU
Jesse Plemons – “Ataque dos Cães”
J.K. Simmons – “Apresentando os Ricardos”
Kodi Smit-McPhee – “Ataque dos Cães”

Melhor Roteiro Original
Belfast – VENCEU
King Richard: Criando Campeãs
Licorice Pizza
Não Olhe para Cima
A Pior Pessoa do Mundo

Melhor Roteiro Adaptado
Ataque dos Cães
Drive My Car
Duna
A Filha Perdida
No Ritmo do Coração – VENCEU

Continua depois da Publicidade

Melhor Filme Internacional
Drive My Car (Japão) – VENCEU
A Felicidade das Pequenas Coisas (Butão)
Flee (Dinamarca)
A Mão de Deus (Itália)
A Pior Pessoa do Mundo (Noruega)

Melhor Animação
Encanto – VENCEU
A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas
Flee
Luca
Raya e o Último Dragão

Melhor Documentário
Ascension
Attica
Flee
Summer of Soul (…ou Quando A Revolução Não Pôde Ser Televisionada) – VENCEU
Writing with Fire

Continua depois da Publicidade

Melhor Canção Original
Be Alive (King Richard: Criando Campeãs)
Dos Oruguitas (Encanto)
Down to Joy (Belfast)
No Time to Die (007: Sem Tempo para Morrer” – VENCEU
Somehow You Do (Four Good Days)

Melhor Figurino
Amor, Sublime Amor
O Beco do Pesadelo
Cruella – VENCEU
Cyrano
Duna

Melhores Efeitos Visuais
007: Sem Tempo para Morrer
Duna – VENCEU
Free Guy
Homem-Aranha: Sem Volta para Casa
Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Melhor Fotografia
Amor, Sublime Amor
Ataque dos Cães
O Beco do Pesadelo
Duna – VENCEU
A Tragédia de Macbeth

Continua depois da Publicidade

Melhor Curta-Metragem
Ala Kachuu – Take and Run
The Dress
The Long Goodbye – VENCEU
On My Mind
Please Hold

Melhor Animação em Curta-Metragem
Affairs of the Art
Bestia
Boxballet
A Sabiá Sabiazinha
The Windshield Wiper – VENCEU

Melhor Documentário em Curta-Metragem
Audible
Lead Me Home
The Queen of Basketball – VENCEU
Três Canções para Benazir
When We Were Bullies

Melhor Montagem
Ataque dos Cães
Duna – VENCEU
King Richard: Criando Campeãs
Não Olhe para Cima
Tick, Tick… Boom!

Continua depois da Publicidade

Melhor Direção de Arte
Amor, Sublime Amor
Ataque dos Cães
O Beco do Pesadelo
Duna – VENCEU
A Tragédia de Macbeth

Melhor Maquiagem e Cabelo
Casa Gucci
Cruella
Duna
Os Olhos de Tammy Faye – VENCEU
Um Príncipe em Nova York 2

Melhor Trilha Sonora
Ataque dos Cães
Duna – VENCEU
Encanto
Mães Paralelas
Não Olhe para Cima

Melhor Som
007: Sem Tempo para Morrer
Amor, Sublime Amor
Ataque dos Cães
Belfast
Duna – VENCEU