Angélica escreve carta LINDA para a filha Eva, e emociona Ana Furtado com suas palavras: “Estou me recuperando”; assista e confira a íntegra!

Momento lindo! No “É de Casa” deste sábado (09), Ana Furtado não conteve a emoção após assistir a uma prévia de “Cartas Para Eva”, nova atração de Angélica no GNT. No vídeo, a apresentadora leu uma mensagem linda para Eva, sua filha com Luciano Huck, abordando as preocupações com o que a filha ainda enfrentará na sua vida.

Angélica lamentou o machismo, que já atingiu a garotinha, apesar dos breve 7 anos de vida. “Você ainda não tem idade para entender o que é machismo, mas você certamente já sofreu os efeitos dele. Já deve ter ouvido alguém dizer que você não pode fazer alguma coisa porque deve se comportar como uma mocinha… já deve ter ganhado vários presentes cor-de-rosa sem nem parar para pensar se essa é mesmo a sua cor favorita”, comentou.

“Não é fácil ser mulher no mundo em que a gente vive, Eva”, adicionou a apresentadora, que falou sobre a pressão imposta às mulheres com uma série de padrões da sociedade. “Se você seguir todos os padrões de beleza, vão questionar sua inteligência. Se você quiser ser de outro jeito, vão dizer que você não se cuida. Eles vão falar do tamanho da sua saia, do seu corte de cabelo, de quem você escolhe para estar com você, do excesso de maquiagem, da falta de maquiagem”, continuou.

Angélica também pediu à filha que não se importasse quando alguém tentasse diminuir suas qualidades. “Eles vão criar disputas sem sentido entre você e outras mulheres. Vão duvidar da sua capacidade, diminuir as suas conquistas. Vão achar os motivos mais supérfluos para dizer que você não é perfeita. Mas ninguém é, filha. Nem eles, nem eu, nem você, nem ninguém”, afirmou a eterna fada Bela.

“Esta carta é para você, mas ela também é para todas as mulheres do mundo. Eu desejo força, sabedoria, felicidade e união para todas nós. O mundo é mais forte do que qualquer pessoa, mas não é mais forte do que todas nós juntas”, reforçou a musa. Angélica encerrou sua declaração dizendo que estará sempre ali para apoiar sua garotinha: “Conta comigo. Eu também vou contar com você”.

Ana Furtado ficou muito mexida depois de ouvir as palavras da colega e se desculpou por ter transbordado de emoção. “Ouvindo a Angélica eu penso na minha filha, Isabella. Foi muito bacana escutar o que você falou. Eu me emocionei muito, estou me recuperando”, contou ela no “É de Casa”. Foi emocionante!

No “Cartas para Eva”, que estreia amanhã (10), no “Dia das Mães”, às 17h30, Angélica também conversa com Ivete Sangalo e Luiza Trajano, que compartilham experiências e falam sobre o significado de ser filha, mãe e mulher nos dias de hoje. A apresentadora ainda conversa com Ester Sabino, pesquisadora responsável por sequenciar o genoma do novo Coronavírus no Brasil.

Confira texto na íntegra:

Querida Eva,

Talvez seja um pouco cedo para escrever esta carta. Eu adoraria criar um ambiente que preservasse a leveza da sua infância pelo tempo que você quisesse, mas o mundo é mais forte do que qualquer pessoa.

Nem eu, nem seu pai, nem ninguém pode te proteger para sempre do mundo que você vai descobrir. Também não acho que a nossa função seja colocar você em uma bolha. Pelo contrário: nosso trabalho é nutrir em você a coragem, as habilidades para desbravar esse mundo.

Com o Dia das Mães acontecendo no meio de uma pandemia, impossível não pensar no futuro, em especial no papel das mães daqui para frente. No meu caso, mãe de dois meninos e uma menina… pensar nisso me deu vontade de escrever uma carta para a minha Eva, para ela e para todas as mulheres do mundo.

Angélica mandou sua mensagem para filha no “Cartas para Eva”. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Você ainda não tem idade para entender o que é machismo, mas você certamente já sofreu os efeitos dele. Já deve ter ouvido alguém dizer que você não pode fazer alguma coisa porque deve se comportar como uma mocinha… já deve ter ganhado vários presentes cor-de-rosa sem nem parar para pensar se essa é mesmo a sua cor favorita.

Isto é uma coisa que muita gente não entende sobre o machismo: os homens também são afetados. Eu tento ensinar aos seus irmãos que meninos também choram, se sentem frustrados, que não precisam ser corajosos o tempo todo. O machismo é uma mazela social. Superar essa influência nociva vai ajudar todo mundo! Mas não se iluda, filha: até hoje, as consequências para as mulheres são mais profundas.

Não é fácil ser mulher no mundo em que a gente vive, Eva. Se você seguir todos os padrões de beleza, vão questionar sua inteligência. Se você quiser ser de outro jeito, vão dizer que você não se cuida. Eles vão falar do tamanho da sua saia, do seu corte de cabelo, de quem você escolhe para estar com você, do excesso de maquiagem, da falta de maquiagem. Eles vão comentar as marcas do seu corpo, dizer que você é gorda demais ou que você está magra demais, ou muito sem graça, ou muito sexualizada.

Eva tem apenas 7 anos, mas Angélica já está preocupada com tudo que a garotinha enfrentará no mundo lá fora. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Eles vão criar disputas sem sentido entre você e outras mulheres. Vão duvidar da sua capacidade, diminuir as suas conquistas. Vão achar os motivos mais supérfluos para dizer que você não é perfeita.

Mas ninguém é, filha. Nem eles, nem eu, nem você, nem ninguém.

Querida Eva, seu nome nome é inspirado na primeira mulher que já viveu. Esta carta é para você, mas ela também é para todas as mulheres do mundo. Eu desejo força, sabedoria, felicidade e união para todas nós. O mundo é mais forte do que qualquer pessoa, mas não é mais forte do que todas nós juntas.

Conta comigo. Eu também vou contar com você.