BBB20: Ivy nega racismo dentro do reality e faz comparação com bronzeamento: ‘Quanto mais morena eu fico mais eu gosto’; Assista

Sem nem desconfiar que já foi acusada de racismo pelos telespectadores do BBB20, Ivy negou perceber qualquer tipo de manifestação racista dentro do reality. Em conversa com Flayslane na madrugada desta terça-feira (7), a mineira disse não acreditar que Thelma e Babu sofram preconceito no confinamento e sugeriu que ambos poderiam utilizar disso para se beneficiar diante do público.

Eu sei que eu não sou branca. Você acha que eu vou ficar usando disso pra chegar na final? Eu sou negra, eu me considero [negra]. Não sei se eu sou. Mas não vou ficar usando disso“, começou a paraibana. “A Marcela falou do racismo, eu sou super contra julgar alguém por conta da pele, isso não existe. Mas ficar usando disso, eu também não concordo. Até porque ser preto não é malefício nenhum. Pelo contrário!“, declarou Ivy, traçando em seguida uma comparação com o próprio bronzeamento.

Continua depois da Publicidade

Quanto mais morena eu fico mais eu gosto. Eu gosto é muito”, soltou. “É… verdade! Você é mesmo, real! Você tenta virar carvão!“, comentou Flayslane.  “Até perguntei pra Thelminha ‘eu posso falar que quero ficar no sol pra ficar preta?’ E ela disse que não, porque eu nunca vou ficar preta. Então isso pode soar mal. É muita coisinha que incomoda“, relativizou a ex-Casa de Vidro. “É muito complexo, né? Por isso que eu tento nem falar porque eu não entendo o suficiente. Vai que alguém se ofende“, pontuou a paraibana.

Mas se incomoda, tudo bem. Eu não vou falar. Mas ficar usando disso, pra quê? Todo mundo é igual, todo mundo merece o prêmio, se é branco, moreno, preto. São seres humanos, coração, sangue na veia. Sofre e sente dor do mesmo jeito. O que eles querem dizer é que eles sofrem mais pelo racismo. Pode ser, eu acredito, a Marcela disse que tem muito, que está implantado na sociedade mesmo, esse trem de racismo. Eu não vejo ninguém criticando ou sendo racismo com eles aqui dentro do programa. Eu pelo menos nunca vi“, discursou a mineira. “Não tem mesmo não“, concordou a cantora de forró. Assista:

Em outro momento, Ivy reclamou com Marcela sobre o fato de Babu, por exemplo, convocar pessoas negras para que o apoiem fora do jogo. “Mas e se eu falasse ‘Ei, Brasil, pra todo mundo que é branco…‘”, iniciou ela, sendo cortada pela médica. “Não, amiga. Não é a mesma coisa. Não existe racismo contra branco. A gente sempre foi privilegiado e sempre vai ser. Ele está chamando pessoas que se identificam com ele, com as causas dele, com a luta dele. Não existe o contrário disso. A gente não é de um grupo de minoria, entendeu?”, argumentou Marcela.

Continua depois da Publicidade

Entendi… É porque existe isso no mundo, né? As pessoas fazem distinção. Porque pra mim é todo mundo igual“, destacou Ivy. “Mas as pessoas fazem distinção e a gente não pode negar que fazem. Não é uma questão individual, é coletiva. É um problema social. O racismo existe. O que não existe é o racismo reverso, contra gente branca“, explicou a loira. “É… Porque se pra mim não faz diferença não significa que pra outras pessoas não faça. E é ridículo quem tem esse tipo de pensamento. É ridículo distinguir ou diminuir alguém por conta da pele da pessoa. Isso é nojento“, comentou a mineira. Assista:

Continua depois da Publicidade

Após toda essa conversa, Ivy reforçou querer ver o ator fora da disputa. “Brasil, me dá isso de presente. Tira esse homem daqui. Que ele tenha muito trabalho, muita coisa positiva, mas deixa a casa das mulheres. Estou ficando brava com isso dele não aceitar, não respeitar a opinião dos outros. Fui falar com ele de coração aberto, eu não acho ele um monstro, pedi desculpa, mas ele disse que não estava levando a lugar nenhum, a nossa conversa. Chegou a levantar da mesa. Fiquei matutando com essa brutalidade dele. É um bruto. Não aguento mais ele, se eu ganho o líder, boto ele na hora“, se revoltou.

Nossa, o ranço está instalado, hein?“, reagiu Marcela, surpresa. “Nossa, sim, eu não aguento não. Chega dele aqui dentro!“, protestou a mineira.