Demitido da Globo, Aguinaldo Silva esnoba contrato com Record: ‘Quase morri de rir’

Desde que a notícia da demissão de Aguinaldo Silva veio à tona, tem sido ventilada nas redes sociais, a possibilidade do autor vir a integrar o casting da RecordTV. Num passado não tão distante, quando esse ainda era contratado da Globo, a emissora de Edir Macedo chegou a assediá-lo, mas o novelista rejeitou a oferta. Ao que tudo indica, a recusa de Aguinaldo segue firme!

É que neste domingo (5), ele tratou a possibilidade com desdém. Em uma publicação do autor em sua conta no Facebook, um seguidor levantou o assunto: “Vai ser engraçado você na Record“. Silva não perdeu a ‘deixa’. “Concordo. Eu mesmo, só de ler seu comentário, quase morri de rir“, disparou, sem papas na língua.

Aguinaldo fez graça com a possibilidade… (Foto: Reprodução / Facebook)

No sábado (4), o dramaturgo também deixou uma singela provocação no Twitter. O autor publicou uma foto de si ao lado dos seus dois prêmios Emmy com a legenda: “Sábado é dia de dar brilho aos troféus aqui em casa“. O primeiro fora conquistado pela supervisão da telenovela portuguesa Laços de Sangue, enquanto o segundo, pela autoria de “Império”, produção da TV Globo de 2014. A publicação foi vista como uma tentativa de Aguinaldo de demonstrar que não estaria muito preocupado com seu desligamento.

A notícia da demissão partiu da própria Globo, em um comunicado demasiadamente simples para um colaborador com 40 anos de casa. “Sem nova obra prevista, a Globo decidiu não renovar o contrato com o autor Aguinaldo Silva”, anunciou a emissora na quinta-feira (2). “Ao longo dos mais de 40 anos dessa parceria de sucesso, foram mais de 20 trabalhos em conjunto, entre os quais Império, que ganhou o Emmy Internacional de Melhor Novela em 2014″, completou a empresa na nota curta.

Aguinaldo Silva escreveu clássicos da TV, como “Tieta”, “Senhora do Destino” e a premiada “Império”. (Fotos: Divulgação/Reprodução/TV Globo)

No dia seguinte, Aguinaldo quebrou o silêncio de forma respeitosa. “A empresa passa por uma nova política de reestruturação face à atual conjuntura econômica bem como a presença, cada vez mais constante das novas mídias, novos hábitos, novos valores”, justificou ele sobre a saída em comunicado enviado à coluna de Leo Dias. “Fui extraordinariamente feliz nesta longa relação profissional: dei o melhor de mim e recebi, sempre, o devido reconhecimento. Agora é momento de partir para novos desafios!”, declarou, definindo sua relação com a Globo como ‘maravilhosa’.

“Estive no Grupo Globo desde 1969 (quando entrei para a Redação do jornal “O Globo”), ou seja, mais de 50 anos, 41 dos quais na TV Globo. Foi uma relação maravilhosa que resultou nos maiores sucessos da história da Televisão Brasileira. Mas, como tudo, existe o momento do término, e foi o que ocorreu”, encerrou.