Médico que atua na linha de frente se fantasia dos pés à cabeça para reencontrar o filho, e emociona jornalistas; assista

Que história linda! Na linha de frente de atendimento a pessoas contaminadas com o novo coronavírus desde o dia 17 de março, o médico Juan Lambert encontrou uma alternativa inusitada e criativa para poder abraçar a esposa Maryane, grávida de 5 meses, e o pequeno filho, Lucca, de 4 anos, sem colocá-los em risco.

O menino é um grande adorador dos dinossauros. Foi pensando nisso que Juan comprou uma fantasia do animal jurássico e, coberto dos pés à cabeça, foi reencontrar o filho. Os dois não se viam há 35 dias, já que Lucca e sua mãe estão vivendo na casa do sogro de Lambert.

Continua depois da Publicidade

O vídeo do reencontro é emocionante, e virou pauta de uma reportagem do Bom Dia São Paulo. Nele, o médico surpreendeu o filho ao entrar pelo portão da casa, fantasiado. Por baixo do traje previamente esterilizado, Juan usava também uma máscara. “Ai, eu não quero!”, disse Lucca, inicialmente assustado ao ver a figura estranha. “Ah, é o papai!”, reconheceu o menino, rapidamente. “É o papainossauro!”, brincou o sogro do profissional. Confira:

Em entrevista à repórter Natália Ariede, da TV Globo, Lamber explicou como surgiu a ideia mirabolante. “Como eu atendo diretamente os casos de Covid-19, o risco de contaminação era alto. Pensando em proteger a família, resolvi afastá-los, mas a saudade começou a apertar. Estava procurando um brinquedo pra mandar pro Lucca, quando me deparei com a fantasia”, contou.

Mesmo muito novo, Lucca já entende a seriedade da pandemia. “No vídeo, dá pra ver que ele corre atrás de um presente, e vê um dinossauro de 2,5m. Como estava de máscara, só meus olhos estavam aparecendo, e quando fui me aproximando, ele falou: ‘É o papai’, e correu pra cima de mim. Ele ainda perguntou se podia me abraçar. Ele tem 4 anos, mas está bem consciente da situação que estamos vivendo”, afirmou Juan.

“Foi muito emocionante! Foi muito bom! Minhas energias foram recarregadas. Também pude sentir a barriga da minha esposa. Tenho acompanhado os ultrassons dela à distância, já que por conta da pandemia, não posso estar presente”, acrescentou o doutor.

Reflexivo, o médico declarou que o momento de crise o fez reavaliar certas situações. “A gente começa a valorizar os pequenos detalhes da vida, né. Hoje o que eu mais quero é poder voltar pra casa e brincar com meu filho, dar um beijo na minha esposa. Acordar de noite e dar um cheirinho no Lucca, ver se ele está coberto ou com frio… coisas de pai”, concluiu, na torcida por dias melhores.

Por fim, a reportagem ainda mostrou um recadinho emocionante de Lucca, que às lágrimas, se declarou ao pai: “Eu gritei quando vi ele! Eu abracei ele! Mata logo o coronavírus e vem logo pra minha casa. Eu te amo, papai”.

Assim que encerrada a reportagem, Natália apareceu na tela, com os olhos marejados. “Eu gravei a entrevista, já sabia tudo o que ele (Juan) tinha dito e agora me emocionei de novo aqui com a edição que o pessoal colocou no ar”, comentou a repórter. O âncora do telejornal, Rodrigo Bocardi, também se disse emocionado com a situação: “Quer fazer o que comigo com esse vídeo, Natália? Nossa, que coisa emocionante, hein”.