Climão! Walter Casagrande e Caio Ribeiro discutem ao vivo no “Bem, Amigos!”: “Não é a primeira vez que você tem que se explicar melhor”; assista!

Os jogos de futebol estão suspensos por conta da pandemia do novo coronavírus, mas os programas sobre o esporte andaram pegando fogo nesta segunda-feira (4)! Durante o “Bem, Amigos!”, da SporTV, Caio Ribeiro e Walter Casagrande discutiram ao vivo.

Na ocasião, Galvão Bueno, que participava do programa por chamada de vídeo, abriu uma brecha para que Caio se pronunciasse sobre uma polêmica envolvendo o ex-jogador de futebol Raí. Na quinta-feira (30), o comentarista criticou o craque por ter emitido uma opinião política, na posição de dirigente do time São Paulo. “O que me incomodou é que minha opinião não teve nenhum viés político. Eu não estou analisando se o Raí é de direita ou de esquerda, se é a favor ou contra o governo, nada disso. Ele tem todo o direito de emitir a opinião dele”, começou Ribeiro.

O ex-jogador chegou a dizer que ele e Raí sequer tiveram problemas um com ou outro, pelo contrário. “Já participei várias vezes, inclusive, de eventos do ‘Gol de Letra’, que ele promove com o Leonardo e torço pelo sucesso profissional dele”, disse. “O que me incomodou foi que me colocaram no meio de uma guerra política como se estivesse defendendo o governo, e em nenhum momento eu emiti opinião política”, afirmou Caio.

O comentarista reafirmou seu posicionamento dado durante a participação no programa “Seleção SporTV” na semana anterior. “Na minha opinião, a partir do momento em que você está representando um clube, algo maior que você, que você é o homem forte do São Paulo, você tem que tomar cuidados. Mas ele tem direito de emitir a opinião. E emitiu. Sou a favor da democracia. E teve um monte de gente que me acusou e um monte de gente que me apoiou. Mas não quero ser dono da verdade, estar do lado certo. Eu só quero emitir minha opinião como comentarista”, esclareceu.

“E o Raí pode falar o que quiser. Mas acho que ele tem que tomar cuidado, porque as opiniões podem respingar na instituição. Quem me conhece, sabe que eu tenho convicções, meu lado da história, mas eu não trago para a frente das câmeras para não provocar esse tipo de ira”, finalizou. Em seguida, Cléber Machado, Maurício Noriega, Galvão Bueno e Fabíola Andrade seguiram falando sobre o caso, e em sua maioria discordando do que Caio disse, mas ao mesmo tempo ponderando e incentivando o respeito pela opinião do outro.

Walter Casagrande e Caio Ribeiro divergiram opiniões a respeito do posicionamento político do ex-jogador de futebol Raí. Foto: Reprodução/SporTV

Casagrande defendeu especialmente a liberdade de Raí para se expressar sobre qualquer assunto. “Eu discordo quando você fala que o Raí só tem que falar de futebol, que não pode falar de política. Isso é antidemocrático. Nenhuma pessoa tem o direito de censurar o que a outra tá falando. Não tem esse direito, foge da democracia”, observou.

Walter ainda disse que esta não seria a primeira vez que Caio se envolve em alguma confusão desse tipo e precisa se defender no programa. “Você tem que ser mais claro, porque não é a primeira vez que você dá uma declaração nesses anos que estamos aqui na rede Globo e você tem que vir aqui no ‘Bem, Amigos!’ para se explicar melhor”, recordou.

O ex-jogador de futebol também falou sobre seu posicionamento nas redes sociais a favor de Raí: “Eu coloquei uma fala no meu Instagram concordando com o Raí, não falei mal de ninguém, não agredi ninguém, falei que todas as pessoas têm direito de falar de qualquer assunto e todas as pessoas têm direito de discordar. Foi o que eu falei. Não me vejo no pacote do rebote agressivo, do rebote passando do limite. Falei de um comentário específico, não ataquei a vida do Caio, a história dele”.

Posteriormente, Casagrande voltou a se direcionar diretamente para Ribeiro, e insistiu que falta “clareza” nas falas do ex-atleta.“O que a gente tá discutindo aqui é a falta de clareza, você pode achar que não, mas o que aconteceu foi uma falta de clareza na sua fala. Por isso gerou toda…”, argumentou, antes de ser interrompido pelo colega. “Eu penso diferente”, contestou Ribeiro. “Você pensa que as pessoas entenderam mal?”, indagou Walter. “Não, porque teve muita gente que entendeu o que eu falei”, respondeu Caio.

Daí em diante o clima ficou um pouco mais tenso. “Eu acho que tenho clareza, coerência. Quem me conhece, sabe que eu sou transparente, que sou extremamente transparente. Tudo que falo reflete exatamente meu comportamento na frente das câmeras e atrás das câmeras. Eu não uso a internet, eu não uso a covardia que alguns jornalistas — e não estou falando de você, para você não ficar ofendido. Porque parece que você está se desculpando pra mim. A impressão que dá é que você está se justificando para mim, que você está fugindo de um assunto para me atacar”, avaliou Caio Ribeiro.

Walter Casagrande respondeu dizendo que estava falando de si mesmo. “Então, não ficou claro. É a clareza que você está cobrando”, alfinetou Caio. “Estou falando de coerência minha. De opinião minha, das coisas que eu discordo. Eu jamais estou falando de você. Porque eu sou claro. Se eu tivesse que falar isso para você, eu falaria diretamente para você”, devolveu Casão. “Isso ficou claro. As opiniões nossas ficaram claras”, interrompeu o apresentador Cléber Machado.