Atestado de óbito de Naya Rivera é liberado, confirma causa da morte e dá detalhes de afogamento

O atestado de óbito de Naya Rivera, obtido pelo “The Daily Mail” nessa quinta-feira (30), deu mais detalhes sobre a morte da atriz de “Glee” no último dia 8. Naya se afogou no Lago Piru, na Califórnia, durante um passeio com o filho Josey, de quatro anos. O menino foi encontrado sozinho no barco na mesma tarde. O certificado ainda revelou que o corpo dela foi enterrado na última sexta-feira (24).

Segundo o documento, a causa oficial de morte da estrela realmente foi afogamento acidental, sem causas ou doenças subjacentes. Ela faleceu “em minutos” dentro da água. Assim como a autópsia, o atestado também ressaltou que não havia drogas ou álcool no sistema da vítima.

As informações contidas no certificado ainda revelaram que Naya foi enterrada há uma semana no famoso cemitério Forest Lawn Memorial Park no bairro nobre Hollywood Hills, em Los Angeles. De acordo com o “The Daily Mail”, é lá que também estão nomes como Brittany Murphy, Carrie Fisher, Debbie Reynolds e Paul Walker.

Continua depois da Publicidade

A intérprete de Santana Lopez em “Glee” desapareceu no dia 8 de julho, no Lago Piru, quando saiu com o filho de quatro anos, Josey Hollis Dorsey, em um barco alugado por ela — a criança foi encontrada sozinha pelas autoridades na tarde do mesmo dia. Após cinco dias intensos de buscas, o corpo dela finalmente foi encontrado na segunda-feira seguinte (13).

“Todas as circunstâncias e características visuais indicaram que o corpo era o de Naya Rivera e a identidade foi confirmada por comparação dental. O corpo foi radiografado e uma autópsia completa foi realizada. Os resultados da autópsia são consistentes com um afogamento e a condição do corpo é consistente com o tempo em que ela ficou submersa. Não foram identificados ferimentos traumáticos ou processo de doenças na autópsia. Não há indícios da investigação ou exame que drogas ou álcool interferiram na morte [de Rivera], mas amostras serão submetidas para testes toxicológicos”, explicou o médico legista do Condado de Ventura em um comunicado.

Ao anunciar que as buscas tinham chegado ao fim, o xerife de Ventura, Bill Ayub, adiantou que a tragédia seria um acidente, principalmente pelo perigo do local para nadadores amadores. Ele também ponderou que a atriz tenha usado suas últimas energias para salvar o filhinho. “Há muitas correntezas no lago que aparecem particularmente à tarde. Acreditamos que foi no meio da tarde quando ela desapareceu, a ideia talvez seja que o barco começou a se afastar, porque não estava ancorado, e que ela reuniu energia suficiente para levar seu filho de volta ao barco, mas não o suficiente para se salvar”, cogitou.

Continua depois da Publicidade

Segundo o Los Angeles Times, o lago Piru é notório pelos diversos casos de afogamento, graças às condições do local: as temperaturas baixas podem sobrecarregar os nadadores, e os ventos fortes são suficientemente poderosos para virar um barco pequeno. O antigo gerente do parque, Douglas West, disse que já houve muitos afogamentos durante seus 23 anos lá. A maioria envolvia nadadores inexperientes, que não usavam colete salva-vidas, e eram muito confiantes sobre suas habilidades de nadar em áreas restritas do lago. “A única coisa que eu posso enfatizar é que se os nadadores estão na água, eles precisam usar um dispositivo para flutuar, mesmo que saibam como nadar. Isso salvará a vida deles”, afirmou West. Rivera havia deixado seu colete salva-vidas no barco.

Homenagem

Desde a confirmação da morte, as redes sociais foram tomadas por publicações de fãs, colegas de elentos e outros artistas em memória de Naya Rivera. “Como você pode expressar todo seu amor e respeito por alguém em um único post? Como resumir uma década de amizade e risadas apenas em palavras? Se você era amigo de Naya Rivera, você simplesmente não consegue. O brilho e humor dela eram ímpares. Sua beleza e talento eram de outro mundo. Ela falava a verdade com poder, equilíbrio e sem medo. Ela poderia tornar um dia ruim num dia bom com um simples comentário. Ela inspirou e animou pessoas sem nem tentar. Ser próximo dela era tanto uma honra como uma armadura. Naya era única, e sempre será”, escreveu o ator Chris Colfer.

A família da atriz também se manifestou através de um emocionante comunicado. “Nós estamos muito gratos pela quantidade de amor e orações para Naya, Josey e nossa família na última semana”, agradeceu a nota, inicialmente, mencionando ainda o filho de quatro anos da atriz. “Enquanto enlutamos a perda de nossa linda lenda, nós somos abençoados por honrar seu legado duradouro e seu espírito magnético”, elogiaram seus pais, Yolanda e George, e irmãos, Mychal e Nickayla.

Continua depois da Publicidade

“Naya era um talento incrível, mas uma pessoa, mãe, filha e irmã ainda melhor”, declararam. “Obrigado aos homens e mulheres dos departamentos policiais dos condados de Ventura, Tulare e San Luis Obispo por seu comprometimento e esforços inabaláveis para encontrar Naya. Nós estendemos nossa gratidão eterna e aclamação para a heroína que a encontrou”, exaltaram os familiares. “Obrigado a todos os amigos, colegas e fãs dela por seu apoio contínuo”, completaram.

Por fim, eles pediram por privacidade para se despedir da cantora. “O céu ganhou um anjo atrevido. Nós gentilmente pedimos que nossa privacidade seja respeitada durante esse período difícil”, concluíram.

À esquerda, Naya com a mãe Yolanda, e à direita, o pai da estrela, George, com o filhinho dela, Josey (Foto: Reprodução/Instagram)

Relembre a carreira de Naya Rivera

Naya Rivera tinha 33 anos e era mãe do pequeno Josey Hollis Dorsey, fruto de seu casamento com Ryan Dorsey – de quem ela se divorciou em 2018. Aos quatro anos, a artista começou sua carreira atuando na sitcom “The Royal Family”, criada por Eddie Murphy. Apesar de ter passado por outras produções, como “Step Up: High Water” e o filme “Loucuras em Família”, sem dúvida, seu papel de maior destaque foi como Santana Lopez em “Glee”.

Naya Rivera deu vida à Santana Lopez em “Glee”. (Foto: Divulgação/FOX)

Na atração musical, seus vocais poderosos sempre foram um dos maiores destaques. Ao longo das temporadas da série, Naya entregou performances memoráveis, como as versões de “Smooth Criminal”, o mashup de “Rumour Has It” e “Someone Like You”, a apresentação de “Valerie” (que foi sua primeira vez cantando sozinha na produção), além de “If I Die Young”, que foi apresentada em homenagem a Finn, personagem Cory Monteith – que faleceu em 13 de julho de 2013.

A estrela foi indicada quatro vezes ao “ALMA Awards” (que reconhece artistas latinos e norte-americanos) e venceu três vezes: a primeira vitória em 2011, além de ter ganhado em mais duas categorias em 2012 – “Artista Favorita da Música” e de “Melhor Atriz de Comédia de TV”. Também com “Glee”, Naya foi indicada quatro vezes ao “SAG Awards”, e venceu em 2010 o prêmio de “Melhor Elenco de Série de Comédia”. Em 2014, ela e Lea Michele venceram juntas o prêmio de “Amigas Favoritas da TV”, no “People’s Choice Awards”.

O talento de Naya Rivera foi reconhecido diversas vezes, não apenas por fãs… (Foto: Getty)