Lynne Spears Britney

Mãe de Britney Spears “tem muitas preocupações” sobre a tutela da filha, e desconfia de atitudes do pai da cantora; saiba detalhes!

Enquanto fãs de Britney Spears torcem e protestam fervorosamente pelo movimento #FreeBritney, a mãe da cantora, Lynne Spears, também está ao lado dela. Nesta quinta-feira (1º), fontes revelaram à revista People que Lynne está bastante preocupada com a situação da tutela da artista, controlada por Jamie Spears.

De acordo com um insider próximo da família Spears, Lynne está motivada a ajudar ativamente a sua filha, após “Britney implorar pela ajuda dela”. Divorciada de Jamie desde 2002, ela acredita que o ex-marido não é transparente em seus tratos com Britney. “Lynne sente que há muitas preocupações com a tutela. Ela sente que o Jamie não tem sido transparente com ela, e está ajudando Britney o tanto quanto ela pode”, acrescentou a fonte.

Gettyimages 51364240
Lynne Spears, mãe de Britney, estaria disposta a ajudar a filha na luta contra a tutela. (Foto: Getty)

Na semana passada, Lynne ouviu atentamente aos chocantes depoimentos da filha sobre como sofreu graças ao controle excessivo da tutela. Em novembro de 2020, Lynne também já havia apoiado Britney a pedir pelo fim de sua tutela. Através de um advogado, a autora afirmou que o relacionamento da filha com o pai era “tóxico”. Meses atrás, em abril, ela foi contra os honorários advocatícios de Jamie, que somavam o valor de US$ 890 mil (mais de R$ 4 milhões), chamando-os de “processual e substantivamente impróprios”.

Continua depois da Publicidade

A mãe de Britney pediu por uma revisão dos custos dos advogados ao tribunal e que uma parte do valor fosse “imediatamente reembolsada” ao patrimônio da estrela – pelo menos US$ 224 mil, cerca de R$ 1,1 milhão. Na época, os advogados de Jamie prontamente menosprezaram a iniciativa dela, alegando que Lynne “não tinha conhecimentos” sobre os honorários relacionados ao caso.

Justiça nega retirada de Jamie Spears da tutela

A juíza à frente do caso, Brenda Penny, havia decidido na quarta-feira (30) que Jamie seguiria cuidando dos bens de Britney Spears em conjunto com a Bessemer Trust, empresa conhecida pela gestão de fortunas. “O pedido para suspender James P. Spears imediatamente após a nomeação da Bessemer Trust Company of California como único conservador de bens foi negado sem prejuízo”, informou o documento judicial, segundo a Variety.

Continua depois da Publicidade

A negativa da magistrada, entretanto, não é novidade. A mesma decisão já havia sido tomada em novembro de 2020, mês em que Samuel Ingham, advogado da defesa da loira, entrou com o pedido de remoção de Jamie da tutela, argumentando que sua cliente “tinha medo do pai“.

Britney Spears quer se livrar da tutela do pai, Jamie Spears, mas tem encontrado muitas barreiras na Justiça. (Foto: Reprodução)

Naquela época, Penny se recusou a suspender James da conservadoria e já havia nomeado a Bessemer Trust como co-tutora. A papelada emitida agora, no último dia 30, serviu apenas como forma de oficializar essa indicação feita meses atrás. Com isso, o tribunal considerou que a popstar é “substancialmente incapaz de administrar seus recursos financeiros ou de resistir a fraude ou influência indevida“.

Continua depois da Publicidade

No entanto, já na tarde de quinta-feira (1º), a Bessemer Trust voltou atrás, deixando o controle das finanças todo nas mãos de Jamie. Fontes revelaram ao TMZ que a instituição financeira decidiu que não quer se envolver no caso. Segundo os relatos, a companhia estaria hesitante sobre todas as controvérsias envolvendo a tutela de Britney. Um insider mencionou que as circunstâncias acerca do caso se tornaram uma situação muito difícil e cheia de problemas, por isso, decidiram abandonar sua participação.

Protestos Free Britney (1)
Com novas descobertas, o movimento Free Britney tem ganhado cada vez mais força e mais repercussão, pedindo pela liberdade de Britney. (Foto: Getty)

Vale lembrar que a decisão da juíza foi mantida, mesmo após o chocante testemunho prestado por Britney na semana passada (23), denunciando abusos da conservadoria. Em seus relatos, a cantora afirmou que gostaria de se casar novamente e ter mais um filho, porém, estava sendo impedida pelos tutores de retirar um DIU. A popstar disse ainda que era dopada com lítio e que desejava processar a família por tudo que fizeram com ela durante os últimos 12 anos de “exploração”. Saiba mais detalhes clicando aqui.