BBB20: Gizelly aponta vitimismo de Babu, surta ao descobrir número de seguidores e quebra protocolo de saúde: ‘Coronavírus! Meu Deus!’; Assista

Eliminada ontem (14) do “BBB 20”, com 54,79% dos votos, Gizelly participou do programa “Rede BBB”. Em um bate papo com Fernanda Keulla, a advogada avaliou sua trajetória no jogo, falou sobre suas relações com os participantes e teve a melhor reação ao conferir o número atual de seguidores!

Bastante emocionada desde o início da conversa, a capixaba analisou sua saída do reality. “Na casa, a gente achava que o Babu estava ‘estourado’, mas se foi um embate entre mim e ele, não sou tão odiada assim”, afirmou, após conferir a porcentagem da votação.

Continua depois da Publicidade

No quadro ‘Dado da Discórdia’, Gizelly seguiu contando sua percepção sobre o carioca. “Não tem como falar com ele, porque ele não aceita, ele não recebe. A conversa, como o Tiago [Leifert] fala, fica em loopping. Quando você vota nele, ele não aceita. Babu é muito cabeça dura, ele nunca está errado – talvez a gente tenha isso em comum -, mas ele é um cara do coração bom”, ponderou.

A sister também apontou qualidades e defeitos do confinado. “Gostava quando ele contava as histórias dele, eu e ele na cozinha, a gente falando de receitas… E a cabeça dura dele é o que me deixa irritada. Ele não consegue ouvir e pensar: ‘Ah, realmente, você tem razão’. Ele fala que tem 40 anos e tem maturidade. Maturidade não tem nada a ver com ter quarenta anos, Babu”, retrucou.

Ela ainda opinou sobre o fato do brother ter recorrido a uma almofada para bater papo na casa, e disse que nesses momentos, Babu se vitimizava. “Às vezes o Babu se faz de vítima… tipo, ‘ai, coitadinho’. Pelo amor de Deus, dizer que ninguém conversava com ele, pegar uma almofada e falar: ‘Ai, Wilson (nome da almofada), fica aqui comigo, você que me escuta’. Poxa, todo mundo ficava com ele, conversava com o Babu… eu não gosto dessas coisas”, observou Gizelly.

Já sobre Marcela, sua melhor amiga de confinamento, a capixaba não poupou elogios. “Ela é meu R$ 1,5 milhão. Quando eu amo as pessoas, eu amo muito mesmo. Eu cheguei naquela casa, olhei no olho dela e parecia que eu a conhecia de outras vidas”, explicou. E foi aí que, de surpresa, a loira surgiu no telão em uma videoconferência. “Amiga, te amo, saudades”, choramingou a capixaba ao ver a BFF.

A obstetra então retribuiu o carinho: “Estou com muita saudade! Você é maravilhosa! Tem muita gente que te ama aqui fora. Tenho muito orgulho da mulher incrível que você é! A gente teve erros e acertos, a gente vai aprender aqui fora com todos eles e vai crescer muito juntas”.

Gizelly teve ainda alguns desafetos com Flayslane dentro do programa. A eliminada julgou que tudo começou após o beijo com Felipe Prior e lembrou até do momento em que, supostamente, a sertaneja “cuspiu” nela por sentir ciúmes. “O beijo foi uma palhaçada (…) Sempre achei que ela (Flay) tinha ciúmes de mim com o Prior. Quando ela bebia, ela queria ficar com ele, falava que ele era um gato. Na última festa, ela me falou que realmente era afim do Prior e que a gente ‘disputava ele'”, comentou, deixando claro que não tinha interesse no arquiteto.

Tradição do “Rede BBB”, a advogada também conferiu o atual número de seguidores em suas redes e teve a melhor reação possível! Antes do confinamento, a sister torcia para alcançar 400 mil seguidores – e ela bateu essa meta com tranquilidade. Atualmente, Gizelly possui 3,1 milhões de followers! Uau! “Pelo amor de Deus, Senhor! Tenho até assessor, gente! Eu arrasei! E tem o ‘negócio’ azul (selo de verificação)!”, comemorou, aos gritos.

Tomada por alegria e euforia após descobrir a quantidade de admiradores, Gizelly acabou quebrando um protocolo de saúde imposto após a pandemia da Covid-19. A capixava se levantou e deu um abraço em Keulla que, hesitante, alertou: “Cuidado! Coronavírus, meu Deus”“Ai, desculpa, lá dentro a gente não sabe, desculpa, esquece”, lamentou a ex-sister, envergonhada. “Nada que um álcool em gel não resolva”, avisou a apresentadora, colocando a mão na boca, entretanto, ao final.