BBB20: Rafa Kalimann chora após descobrir comentário de Gizelly, conversa com a sister e desabafa: ‘Até onde as pessoas vão por um milhão e meio?’ – Assista

Prior causou polêmica ao vivo durante a formação do “BBB 20” nesse domingo (29) ao expor um comentário de Gizelly sobre Pyong, Rafa e Manu. Após ser indicado pela líder, o brother revelou que a advogada havia comentado sobre esses participantes não precisarem ganhar o prêmio por já serem ricos fora da casa.

A cena desestabilizou Rafa, que falou com Gizelly assim que o programa acabou. “Só toma cuidado, Gi, do jeito que ele interpretou dessa forma, muitas pessoas podem interpretar”, pontuou ela. “Rafa, você quer R$ 1,5 milhão para cuidar das criancinhas na África”, justificou a sister.

“Então, mas as pessoas não sabem disso, porque eu nunca falei disso aqui, sabe, Gi. Era uma coisa que eu nem pretendia falar. Muitas pessoas podem interpretar dessa forma. Talvez, em nome de Jesus, se eu chegar na final, as pessoas podem falar: ‘Eu não vou deixar ela ganhar porque ela já tem o suficiente e não é assim'”, lamentou a influencer.

Gizelly pediu desculpas e Marcela afirmou que todos têm que parar de falar sobre dinheiro fora da casa. “Até porque aqui tem uma advogada, duas médicas, cantoras, várias profissões que podem ganhar muito bem. Isso pode soar muito ruim para mim também lá fora”, completou Kalimann.

As meninas se dispersaram e Rafa começou a chorar quando ficou no quarto apenas com Manu e Gabi. “Quem vai ganhar esse prêmio é por merecimento”, consolou a mineira. “Amiga, eu nem ligo para isso. Quem conhece a gente, conhece a gente. Quem gostou, gostou. É muito além disso. Eu, sinceramente, duvido que a Gizelly falou com essa intenção”, explicou a atriz.

“Não vai nessa aí, não. Para, deixa de ser boba um pouco”, discordou a influenciadora. “Espera aí, você vai cair na pilha do Prior? Ela fala isso na nossa cara zoando o tempo inteiro”, questionou Manu. “De mim, ela não falou. Até porque, se ela falasse, eu teria corrigido imediatamente. Eu sei que não existe a maldade de comentar, mas a gente tem que pensar ‘eu posso prejudicar alguém por meio disso?’. É extremante doloroso ouvir da maneira como ele falou”, desabafou Kalimann.

“Não acho que seja a intenção, só que do jeito que o Prior entendeu, outras pessoas entendem. No dia que ela falou do Pyong, eu não gostei. Eu fiquei quieta na minha. Jamais ia falar nada”, acrescentou a sister.

Rafa, então, deu mais detalhes de sua condição financeira. “A gente vive dando exemplo aqui. A minha vida melhorou muito, minha família veio da fome, não tenho vergonha nenhuma de falar. É muito ruim, mesmo que seja em um momento de brincadeira, estar no subconsciente de uma pessoa assim”, apontou.

Thelma entrou na conversa e as sisters relembraram que, quando Prior trouxe o assunto à tona, Gizelly veio conversar com elas e mencionou apenas o comentário que havia feito sobre Pyong. “Assim como ele, milhares de pessoas lá fora podem ter entendido e não conhecem a nossa realidade, não sabem da nossa luta, não sabem do quanto tudo isso é difícil… Então é o cuidado que a gente tem que ter em uma atitude como essa. E ela sabe o peso disso, ela sabe que isso é pesado, tanto que ela não falou para a gente”, avaliou Kalimann.

“Foi isso. Porque acho que, se você solta um comentário sem intenção nenhuma, não tem problema nenhum. Mas, no dia seguinte, era só ter falado ‘falei uma coisa errada, quero me retratar aqui'”, entendeu Manu.

“Ou então, ela falou e passou. Só que agora, teve o conflito com o Prior. Ela contou esse conflito para a gente. Por que ela só omitiu a parte em que nos direcionava? Isso que me pega. Se ela não tivesse contado sobre o conflito, se não tivesse rolado o conflito, beleza, fez um comentário bêbada, mas houve esse conflito”, desabafou a influenciadora.

Mais tarde, ela ficou sozinha na cozinha e chorou de novo. “Até onde as pessoas vão por R$ 1,5 milhão? Está aí, até onde? E até onde eu tenho a capacidade de chegar por R$ 1,5 milhão? Não é isso, não é mesmo”, lamentou.

Gabi e Manu se aproximaram novamente e mencionaram o assunto. “Está me fazendo mal, não quero ficar criando teoria da conspiração contra quem eu gosto. Eu prefiro sentar e conversar, mesmo que seja para discordar no final e entender que não é isso”, apontou a cantora paulista.

Enquanto as amigas continuavam quietas, ela continuou: “Eu não queria essa vibe de enterro entre as duas pessoas que eu mais gosto dessa casa, em um paredão que está me deixando totalmente insegura”.

“Está todo mundo muito chateado. Hoje vai ser muito difícil, você sabe que dou meu máximo todos os dias. Sempre que vocês estão tristes, eu dou meu máximo. Hoje eu não consigo. Hoje eu quero ficar assim, eu preciso viver isso aqui, preciso refletir, colocar a minha cabeça no lugar, estou muito chateada”, rebateu Rafa. “Estou chateada porque você está no paredão, pela forma como aconteceu, porque o Prior votou em mim, chateada principalmente pelo que a Gizelly falou. A gente precisa saber a hora das nossas pausas”, acrescentou ela.