Juliette Domingao

Domingão: Juliette se emociona no ‘Visitando o Passado’, e arrasa ao cantar com Sandy no palco; vem assistir!

Que lindo! Juliette recebeu uma surpresa e tanto durante sua participação no “Domingão com Huck”, exibido hoje (26). A campeã do “BBB 21” foi homenageada no quadro “Visitando o Passado”. Além disso, ela foi surpreendida com a presença de Sandy – uma de suas maiores inspirações desde a infância. Elas cantaram juntas no palco, enquanto a paraibana ainda apresentou suas novas canções – “Bença” e “Diferença Mara”.

O programa construiu uma réplica da casa de Juliette no bairro do Pedregal, em Campina Grande (PB) – local onde ela passou sua infância. A paraibana contou que morou na residência por dois períodos ao longo da juventude. O salão de cabeleireira de sua mãe, anexo ao local, também foi reproduzido. “A gente desde pequenininha já trabalhava. Minha irmã trabalhou desde os seis, sete anos, e acho que eu também”, contou ela, que ainda lembrou da trágica perda de sua irmã, Juliene, vítima de um AVC.

Continua depois da Publicidade

Juliette significa um presente de Deus, uma menina que sempre tá na minha história. Me ajudou a criar os irmãos, me ajudou a ser a mulher que sou. Juliette, meu bebê, se cuide, se alimente, faça seus exercícios, use máscara. Eu não quero perder você, minha linda, já basta a outra que eu já perdi. Coma, você não tá comendo, se alimente, tire seu tempo pra você viver, minha filha, não é só trabalhar não, vamos viver um pouquinho! Você é benção, você é luz, te amo!“, declarou Dona Fátima, no maior jeitão mãe de ser, né?!

Outro depoimento que mexeu com Ju foi o de Tiago Leifert. “Fui nos meus arquivos ver o que eu escrevi no dia da entrevista [de seleção do BBB21]. ‘Cabeça dura, mas extremamente esperta e vai dar trabalho’. Mas isso é no bom sentido e eu acertei! Ju, você sabe de onde veio, você sabe tudo o que passou, sabe onde tão suas raízes. Por isso que eu te digo: zero preocupação. Quando falam: ‘Ah, a pessoa vai ficar muito famosa, vai ter muito dinheiro, vai mudar’. Acho que a chance disso acontecer com você, é zero. Parabéns por tudo! Eu tenho muito orgulho de ter feito parte de um tiquinho da sua história”, disse o apresentador.

Surpresa de Sandy

Até que Sandy também deu seu depoimento, falando sobre a admiração que Juliette sempre teve por ela e por seu irmão. Pouco depois, ela surgiu no palco para uma apresentação mais que especial. A cantora deixou seu isolamento, viajou ao Rio de Janeiro para participar da ocasião, e cantou junto com a paraibana os hits das antigas “Quatro Estações” e a belíssima “Era uma Vez”. Essa foi a primeira vez que Sandy esteve presencialmente num programa de auditório desde o início da pandemia da Covid-19. Mas o esforço valeu a pena e recompensou com uma parceria memorável.

Assista aos vídeos abaixo:

Continua depois da Publicidade

Carreira artística de Juliette

Juliette lançou seu primeiro projeto na carreira musical no início de setembro. O EP “Juliette” chegou às plataformas digitais com seis canções inéditas, trazendo as raízes da paraibana para seu trabalho artístico. “A música traduz sentimentos e dá sentido à vida. É a fala da alma. A música é uma forma poética de traduzir essa magia que é o ser humano. Eu sou louca por música e agora estou tendo o tempo e a oportunidade para me dedicar a esse sonho e eu fico grata demais”, contou ela.

Juliette (2)
Juliette canta sobre o amor, prazeres e dificuldades da vida em suas primeiras faixas. (Foto: Fernando Tomaz)

Assim como Juliette foi um fenômeno no reality show, suas músicas também fizeram muito sucesso. Unindo amor, dificuldades e prazeres da vida, além das fortes origens da cantora, o projeto tornou-se a melhor estreia nacional da história do Spotify no Brasil. Foram 5.957.879 milhões de reproduções apenas nas primeiras 24 horas do lançamento. Todas as seis faixas do disco entraram para a playlist oficial “Top 50 Brasil” da plataforma. É pau, viu?

Continua depois da Publicidade

Por trás das primeiras canções de Juliette, está um timaço de compositores e produtores, a começar por Umberto Tavares, dono de grandes hits do funk e pop brasileiro como “Show das Poderosas”, “Bang” e “Sim ou Não”, de Anitta. Rafinha RSQ (“Loka”;  “Modo Turbo”, e “Só Tem Eu”) e Shylton Fernandes (“Recairei” e “Morena”), também deram canetadas. Além deles, outros artistas conterrâneos e amigos de Juliette tiveram um papel fundamental nesse projeto, como Juzé, Dann Costara e Toim do Gado. Sem falar de Anitta, que também está envolvida na composição e produção do lançamento. Ouça o EP na íntegra abaixo: