Jung Ho Yeon Round 6

Round 6: Jung Ho-yeon revela fracasso ao tentar fazer desafio da série, e conta perrengues nas filmagens: “Foi tudo difícil”; assista!

Desde que “Round 6” virou uma febre mundo afora, alguns dos desafios exibidos na série têm viralizado na web. Em entrevista à Time, a atriz Jung Ho-yeon contou como se saiu ao tentar fazer um deles. A intérprete de Sae-Byeok, a jogadora 67, também revelou qual outro papel gostaria de ter na série, deu suas dicas para sobreviver na competição, e abriu o jogo sobre dificuldades nas gravações.

Durante o vídeo para a revista, Jung assumiu que seria eliminada do jogo caso fizesse o desafio do dalgona. “A Netflix Coreia me fez fazer o desafio, mas eu falhei, duas vezes. Eles me deram duas oportunidades, mas eu falhei todas as vezes”, contou a atriz. A prova da série – que virou tendência nas redes sociais – exige que o participante escolha um desenho, faça essa figura no biscoito dalgona, e depois o retire de forma perfeita do restante do doce. Parece fácil, mas não é nada simples!

Round 6 Dalgona
O desafio do biscoito dalgona em “Round 6” viralizou na web – mas não é simples assim! (Foto: Youngkyu Park/Netflix)

Continua depois da Publicidade

Ho-yeon também contou que, caso pudesse dar vida a outro personagem, esse seria Abdul Ali (Anupam Tripathi). Quando questionada sobre qual seria a melhor estratégia para vencer a competição, a estrela deu uma opinião bem sincerona: “Nunca, nunca, nunca confie em Sang-woo (Park Hae Soo)”. E se ela teria coragem de encarar o infame “Squid Game”? “Agora não, porque minha vida tem mudado tanto desde que ‘Round 6’ saiu. Então, eu quero aproveitar mais. Talvez quando eu ficasse mais velha, tipo Oh II-Nam (Oh Yeong-su), talvez eu pudesse tentar”, cogitou. Assista:

@timeTIME catches up with Jung Ho-yeon about her role in the Netflix drama, Squid Game ##squidgame ##netflix ##kdrama♬ original sound – TIME

A artista também relatou como ficou tocada ao ler o roteiro pela primeira vez, apesar das inseguranças. “Eu lembro que li tudo em uma sentada só… Foi um pouco extenso, mas eu consegui ler tudo até que era muito tarde à noite, e lembro que foi uma experiência muito emocional. Eu ri e chorei muito. Então, eu fiquei muito animada com o projeto, mas ao mesmo tempo preocupada se conseguiria ter êxito nisso. Já que o roteiro era tão cativante, eu o li desejando que eu não fosse um peso para o projeto, mas que tivesse algo para contribuir”, explicou ela.

Continua depois da Publicidade

Já no processo das filmagens, a atriz teve de lidar com sua ansiedade por estar em seu primeiro trabalho nas telinhas. “Tudo foi bem difícil. Foi a minha primeira vez atuando, e começamos a gravar quando eu ainda não tinha superado minha ansiedade e nervosismo. Em certo ponto, eu senti que eu não estava entregando minha melhor performance porque estava muito nervosa. Por causa de toda essa pressão, eu ficava esquecendo de respirar. Então, eu tentei focar na minha respiração para me livrar da ansiedade e, talvez não entregar minha melhor performance, mas ao menos tentar dar o meu melhor em cada cena”, refletiu Ho-yeon.

Jung também consegue traçar algumas semelhanças entre ela e sua personagem. “Somos parecidas porque temos a experiência de viver em algum lugar longe de casa, o que significa que mesmo quando você se sente muito feliz ou triste, você não consegue dividir essas emoções com amigos e a família, mas apenas guardá-las para você. Eu senti essa solidão quando eu era modelo no exterior. Então, nesse sentido, eu conseguia realmente me identificar com ela”, mencionou.

Continua depois da Publicidade

Por outro lado, vida real e ficção se diferem quanto às prioridades que a jogadora 67 tem em sua vida. “Eu sou uma pessoa que viveu a vida relativamente centrada nos meus interesses pessoais, enquanto Sae-byeok coloca os interesses de outras pessoas à frente dela, ao ponto de estar disposta a sacrificar sua vida pela família dela”, mencionou a atriz. Ainda assim, com essas diferenças iniciais, o trabalho fez com que Jung aprendesse bastante com seu papel: “Eu acho que eu passei a enxergar o significado dos amigos e da família de uma maneira um pouquinho diferente”.

Veja a íntegra abaixo: